ptairsoft.org

6mm Portugal => 6mm - Geral => Tópico iniciado por: musikman em Agosto 15, 2013, 00:06:36 am

Título: Nota da direção da revista 6mm Portugal
Enviado por: musikman em Agosto 15, 2013, 00:06:36 am
Existem coisas que não devem deixar de ser ditas, a bem da verdade e do bom senso.

Ao longo de seis edições mostrámos a todo o Mundo um Airsoft português em pleno crescimento. Mostrámos também aos portugueses que esse Airsoft não existe só nos centros, mas também em todos os cantos deste país, com uma diversidade e uma qualidade que tantas vezes me surpreendeu a mim próprio. Também conseguimos mostrar ao portugueses coisas fantásticas que se fazem lá fora, por forma a os inspirar a quererem mais deles próprios.

Traçámos o caminho que nos pareceu melhor e, apesar das dificuldades, a nossa porta sempre esteve aberta a todos quantos quiseram contribuir e fazer parte deste projeto único em Portugal. Mas falhámos na parte da sustentabilidade necessária a qualquer produto profissional.

Aquando do prévio estudo de mercado, em Fevereiro deste ano, o Airsoft nacional apresentava-se com números estimados que viabilizariam qualquer produto deste tipo: 10 000 praticantes, 17 espaços comerciais físicos e online, que representam cerca de 150 000 euros mensais em vendas, a que se juntam um número até à data indeterminado de Associações de Promoção de Desporto, das quais seis são perfeitamente legais, e que juntam dentro delas cerca de 5000 praticantes e um sem número de clubes, associações, equipas e jogadores. Concorrência... zero!

Em termos de resultados práticos, a 6mm Portugal tem faturado uma média líquida mensal de 115 euros, entre as seis lojas (Ocaleiro, Combate Virtual, Dragonstudios, Greenstrikes, Impact Zone e Soft Gun) e a única APD (APMA-APD) que nos apoiou de alguma forma, sensivelmente um quarto da despesa inerente a manter a revista no ar e, sem contar com uma única hora de trabalho.

Permitam-me reforçar uma vez mais a matemática: 150 000 euros por mês em 17 lojas. Aposta em divulgação da modalidade: 115 euros mensais. O equivalente às quotas anuais de três praticantes inscritos na ALA-APD, cuja atual direção declaradamente sempre se recusou a nos dar qualquer apoio e até nos impediu de estarmos presentes numa das suas actividade promocionais, ou de 10 praticantes inscritos na APMA-APD, que foi a única a fazê-lo. Todas as outras, APA-APD, CAM-APD, ANA-APD... e com excepção da ADAPT-APD, é como se não existissem. Os 115 euros quase duplicariam se eu recebesse um euro por cada borla que me foi pedida ou até exigida, e multiplicariam por 11 se ficasse em minha posse o equipamento analisado ao longo de todas esta edições... que quase sempre foi devolvido.

Nas tabelas comerciais da 6mm Portugal enviadas repetidamente a todas as lojas, figuram preços de publicidade que começam na mísera quantia de 15 euros, pensadas em função de poder dar espaço até ao mais pequeno empresário. Noutros meios, e por muito menos espaço, os valores sobem a várias centenas de euros.

A um espaço comercial que alega não ter 15 euros mensais para investir em publicidade, apenas me ocorre dizer-lhes que tenham vergonha e fechem a porta. A alguém que se assume como empresário a tentar trabalhar num nicho de mercado com características tão próprias como é o Airsoft, e que alega não querer investir 15 euros no veículo de divulgação por excelência da modalidade, que tanta gente reuniu, e tantos novos praticantes atraiu, apetece-me dizer-lhes que parem de ser os mercenários em que se tornaram. A um fabricante, representante, vendedor ou distribuidor que prefere apostar a sua imagem em blogues amadores ou grupos de entusiastas no facebook, que não providenciam qualquer retorno, apetece-me dizer-lhes que voltem à escola, e repitam aquela cadeira que fala sobre como defender a imagem de uma empresa num mercado felizmente cada vez mais exigente.

Nunca o disse, porque nunca pretendi hostilizar ninguém, mas quero agora que os portugueses saibam quem está a viver à conta deles.

Fomos ainda alvo de outro tipo de coações, ameaças e acusações, desde supostas queixas formalizadas na PSP por publicarmos fotografias de armas não pintadas conforme a lei vigente, lei essa cujo cumprimento sempre defendemos, não fosse a 6mm Portugal o principal veículo nacional de promoção e divulgação da modalidade.

Existiram divergências comerciais internas que motivaram a saída de alguns elementos, e mesmo boicotes de por parte de espaços comerciais, que insistem em serem pagos para aparecer, numa atitude de estrelas de rock, e contrariando toda a lógica inerente a um espaço de divulgação.

Apoiar não é apenas ir ao facebook e manifestar o apoio e depois desaparecer. Apoiar é reconhecer o interesse e a importância de algo, e ajudar à viabilização disso, não por caridade, mas sim porque a visibilidade dá retorno. Isto é e sempre foi um negócio.

Ouve quem que me chegasse a dizer na cara coisas como "eu não pago publicidade, porque tenho toda a publicidade que quero de borla", ou "Não queremos aparecer na sua revista, porque depois recebemos centenas de emails de miúdos a pedirem-nos armas de graça para fazerem reviews".

Mesmo sendo gratuita, e mesmo depois pedirmos várias vezes para não o fazerem, ouve quem se desse ao trabalho de compilar e distribuir versões PDF ilegais da revista, às quais acorreram alguns praticantes que, quando não estão a fazer downloads ilegais, vão para as redes sociais tentar policiar outros praticantes.

Mas, a principal acusação, e que me fez tanto prurido, foi o de estarmos a fazer uma revista para os amigos. A cada um desses, digo agora publicamente: queres ser meu amigo? As portas sempre estiveram abertas, e 99% dos que já aqui apareceram eu não os conhecia de lado nenhum.

Publicámos aqui equipas de Norte a Sul do País, e também dos Açores e da Madeira. E foi feito um grande esforço, mesmo financeiro, para pegar no carro e fazer quilometros à procura de reportagens, fotografias e histórias interessantes para partilhar com todos os leitores.

E estes são alguns dos muitos lados negros do que encontrámos ao longo destas seis edições, e que quero agora aqui expurgar, justificando-me ainda pelos atrasos sucessivos na publicação das edições, supostamente a dia 15 de cada mês.

Sou um perfeito crente de que pelo menos 90% da comunidade portuguesa de Airsoft é absolutamente brilhante, trabalhando tantas vezes sem retorno e em prol de outros, autoregulando-se e tentando criar alguma ordem no vazio deixado pelas ausentes Associações que os deviam representar. Infelizmente, esses 90% têm uma apetência natural para seguir o ruído deixado no ar pelos outros 10%, que mais não fazem que prejudicar tudo e todos em benefício próprio, pessoal e monetário. É um mal comum aos tempos confusos que vivemos, onde a tolerância aos “salvadores da pátria” abre portas a todo o tipo de idiotas com uma arma, um camuflado e um ego, e que tanta gente consegue arrastar atrás de si.

Foi nesse sentido que decidi criar uma revista para o nicho de mercado menos rentável que existe em Portugal, de forma a oferecer a todos um ponto único de reunião, totalmente independente e plural.

Conseguimos efetivamente reunir uma legião de fãs da 6mm Portugal, e foi para esses que toda a equipa trabalhou. A 6mm Portugal tem 24 600 leitores, mais leitores que o Diário Económico (13 116) ou o Jornal i (5255), quase tantos como o Diário de Notícias (25 398) ou o Público (27 918). Foi para cada um que nos acompanha que toda a equipa tem trabalhado sem qualquer retorno. Foi para os cerca de 200 praticantes que se juntaram, desde a Lousã a Norte a Albufeira no Sul, num jogo de solidariedade para apoio à sua revista que, e embora sendo parcos os números, tanto nos motivaram a tentar mais uma vez.

O incassável Nuno Tavares, talvez o gajo mais apaixonado pelo Airsoft que eu conheço, o intropecto e atento João Esteves, o brilhante artista Carlos Rosallis, o camarada Noel Lobo, o sempre alucinado Paulo Fragata, o divertido Ricardo Silva e o muito responsável Filipe Fonseca. E claro, a minha paciente mulher Vera Resendes, que tantas vezes aturou esta pequena obsessão que caracteriza o comum praticante de Airsoft, tornaram possível este meu sonho.

Mas agora chegámos ao fim, e nos próximos dias será publicada a última edição da 6mm Portugal nos moldes atuais, debruçando-me de seguida sobre uma solução diferente que, desta vez, sirva os interesses de quem me apoiou até à data, e não de os quem se pendurou nela à boleia para os seus interesses pessoais.

Vou deliberadamente deixar de produzir a 6mm Portugal em formato de revista periódica mensal, e privar toda a comunidade dela. E a seguir vou arcar com todas as dívidas e compromissos que assumi, e manter-me tão longe quanto possível de tudo o que tenha a ver com a comunidade de Airsoft portuguesa, deixando todo esse espaço vazio ao dispor daqueles que se sentiram incomodados com o tamanho que atingimos.

Não o faço por rancor, nem com nenhum outro sentimento que não o de um gigantesco falhanço pessoal, num projeto em que apostei mais do que devia, devido à minha manifesta incapacidade de fazer as coisas pelo meio termo, e apoiado por gente a quem toda a comunidade deve algo. E nem tão pouco vou referir aqui a minha situação pessoal e financeira, apenas vou admitir que não consegui levar nem o produto nem a sua excelente equipa a bom porto.

A única coisa parecida com Airsoft que quero fazer neste momento é simplesmente jogar, algo que não faço desde Maio deste ano.

E tenho de agradecer a todos quantos fizeram parte deste que foi um dos melhores projetos da minha vida. A todos vós, caros leitores, em meu nome e em nome de toda a equipa da 6mm Portugal, muito obrigado! Foi uma viagem fantástica, que me permitiu travar conhecimento com pessoas que valem o seu peso em ouro.

Atenciosamente,
Telmo David Fonseca
Título: Re: Nota da direção da revista 6mm Portugal
Enviado por: Portnoy em Agosto 15, 2013, 08:50:41 am
Agradeço a toda a equipa o esforço pela revista. Era um dos meus periodicos favoritos.

Olhando para trás só consigo apontar uma coisa, face ao que escrveste.
A primeira revista era o piloto, após isso, "não há dinheiro, não há palhaço".

O que escreveste, confirma algum do ruido e do bate-papo que se vem a dizer face a certos empresários ou personalidades colectivas relativamente ao airsoft portugês: são iguais ao mais implacável dos empresários, ao mais estupido e retrogado deles. Exactamente aquela atitude de chico-esperto que tem levado um pais para baixo, está representada ao seu nivel neste hobby.

115 euros por publicidade. Pedir dinheiro para aparecer numa revista com 25 mil leitores.
Morram longe. Que vergonha.
Título: Re: Nota da direção da revista 6mm Portugal
Enviado por: STUNTMAN em Agosto 15, 2013, 13:36:50 pm
E se vos disser, que eu, que estava entregue às equipas e eventos, tive de andar a "mendigar" atrás de todos para me mandarem coisas para colocarmos na revista.
Numa primeira fase, pedi em tudo o que era sitio para me fazerem chegar informações de equipas. Recebi um punhado de informação. tínhamos mais duas equipas em carteira, para os próximos números.

NUNCA MAIS recebemos nada desde dos pedidos iniciais vão cinco números.

O mesmo se passava com os Eventos... tive de andar sempre em busca de eventos para podermos colocar na revista... quando na realidade deveriam ser todos vocês que à mínima coisa que fizessem que inundassem o email da revista.

Por isso, apontem batarias também a vocês todos que deixaram andar sem mandar informação de interesse para a revista... informação de interesse, como a vossa equipa e eventos que tivessem organizado!

Sendo um dos principais editores da revista, logo no inicio tínhamos falado na falta de interesse gritante que a comunidade tem em projectos de interesse... por incrível pareça, o apoio que recebemos lá de "fora", foi enorme com informação de equipas e eventos.

Ao pessoal que fala em pagar uma revista em papel... malta, isso é extramente caro... esqueçam isso. Tem de haver capital para investir e não há!
Conhecendo muito bem a nossa comunidade, íamos fazer 1000 números eram vendidos 100... porque como já foi dito noutros posts, um compra a revista, dez pedem emprestado.

Duvidam? Querem melhor exemplo que alguém criou aqui um user no Facebook, compilou a revista num PDF e deu para quem quisesse sacar de borla! Sabem qual foi a quebra de leituras na revista online? Se vos contássemos, ficam envergonhados, porque muitos foram logo a correr sacar a revista e não a leram onde deviam... online... ainda falam em HONRA e RESPEITO, mas não o souberam aplicar nessa altura.

Querem que a malta ainda meta mais dinheiro do nosso e no final ficássemos com o prejuízo? Não nos parece.

Serve a carapuça a quem quiser.
Título: Re: Nota da direção da revista 6mm Portugal
Enviado por: Blackwolf em Agosto 15, 2013, 14:16:16 pm
Boas

Cada um é livre de pensar onde investir.
Quando falam de espaços comercias esquecem-se das despesas dos espaços comerciais.
E os espaços comerciais continuam de portas bem abertas.

Abracos
Título: Re: Nota da direção da revista 6mm Portugal
Enviado por: nsousa75 em Agosto 15, 2013, 14:46:14 pm
Só tenho a dizer que é uma perda para a comunidade do Airsoft!!!

Sent from my WT19i using Tapatalk 2

Título: Re: Nota da direção da revista 6mm Portugal
Enviado por: Danko em Agosto 15, 2013, 22:43:51 pm
Boas

Cada um é livre de pensar onde investir.
Quando falam de espaços comercias esquecem-se das despesas dos espaços comerciais.
E os espaços comerciais continuam de portas bem abertas.

Abracos

Nem mais, faço minhas as palavras do Blackwolf... O airsoft é um nicho de mercado, a intenção era boa, disso não tenho dúvidas. Todavia, numa época de crise, onde se discute o preço de tudo, com tudo...E que a cada passo comercial se "leva" com 23%, tudo tem que ser ponderado ao cêntimo!

Abraços
Título: Re: Nota da direção da revista 6mm Portugal
Enviado por: Libensborn em Agosto 18, 2013, 15:44:55 pm
É com grande tristeza que vejo a revista 6mm deixar de preencher o vazio que havia antes da mesma no que toca á propagação desta modalidade, que de dia para dia está a crescer. É desmotivante quando se quer fazer algo que beneficia toda uma comunidade e aparecem sempre aqueles, que por inveja ou por falta de vontade, não apoiam tais iniciativas...nomeadamente as APD's, as quais que com tais comportamentos acima referidos pouco têm de Associação de Promoção de Desporto.

Posso dizer que decerto haveria quem quisesse ajudar e não o pode fazer, e muitos que podiam ajudar e não quiseram saber. Mas como bem sabemos, é típico deste país!!


E continuo sem perceber porque razão haveria de disponibilizar a versão PDF se era possivel ler a mesma online...
Título: Re: Nota da direção da revista 6mm Portugal
Enviado por: Operator7 em Agosto 18, 2013, 16:08:33 pm
É pena que o projecto tenha acabado assim desta forma, ainda para mais depois de uma iniciativa como foi o Resgate da 6mm que teve apoio dos jogadores de norte a sul do País.

Da minha parte e da parte do Killa, o Telmo sabia que podiam contar sempre tinham nosso contributo através das noticias e reviews do OP7.

Acredito ainda que 6 meses também é curto para qualquer marca, empresa ou revista cingrar, sendo que se as coisas já demoram algum tempo a acontecer quando a ecónomia está bem, quanto mais quando o cenário não é favorável.

Pode ser que, a bem da comunidade Portuguesa de Airsoft e de todos nós praticantes, surja no horizonte alguma réstea de esperença para a 6mm.

Cumprimentos
Nuno Luz
Título: Re: Nota da direção da revista 6mm Portugal
Enviado por: ZORRO em Agosto 18, 2013, 16:52:45 pm
Boas,

Embora já demasiadamente debatido no Face, não posso deixar de aqui deixar umas palavras.

A 6mm era um publicação que beneficiava a modalidade em muito e portanto uma grande perda.

A questão dos "espaços comercias" é realmente complicado pois as dificuldades financeiras são muitas.

Mas para ajudar fez-se a Op Resgate 6mm, que foi um autentico fiasco infelizmente e na minha opinião demostrou a (des)união na Comunidade.


ZORRO

Título: Re: Nota da direção da revista 6mm Portugal
Enviado por: calh4u em Agosto 18, 2013, 18:59:29 pm
Viva

Se uma revista que era gratis, se faz "download's" fará se fosse uma revista como tantas outras a pagar?

No meu ver os PDF's só tinham sentido ser diponibilizados enquanto nao saia a nova edição, ou seja
sai a edição de abril, a de março era diponibilizada para "download" em formato PDF, JPEG, Word, BMP etc etc..

Infelizmente foi um projecto que foi por agua a baixo, mas acredita-se que num futuro proximo aparecera  outro semelhante.


abraço

Título: Re: Nota da direção da revista 6mm Portugal
Enviado por: Libensborn em Agosto 19, 2013, 01:35:08 am
Viva

Se uma revista que era gratis, se faz "download's" fará se fosse uma revista como tantas outras a pagar?


Chega a roçar o ridiculo, não é?
Título: Re: Nota da direção da revista 6mm Portugal
Enviado por: Alpha em Agosto 19, 2013, 10:01:24 am
Boas camaradas,

Antes de mais o meus parabéns a todos que ao longo destes meses deixaram ficar uma marca de qualidade entrega a este desporto, e depois quando um projecto desta natureza morre assim deixa-nos completamente revoltados sem saber muito bem o que pensar mas e assim quando existem outro tipo de interesses e prioridades na comunidade não há mais nada a fazer........ primeiro tivemos ou não tivemos o Oscar Mike depois pouco tempo depois morre um projecto desta qualidade onde vamos parar......

Obrigado pelas horas de dedicação e esforço qualquer coisa que seja preciso mandem.....

Abraços a todos.....
Título: Re: Nota da direção da revista 6mm Portugal
Enviado por: CallsignRibeiro em Agosto 19, 2013, 11:50:44 am
O sucesso de uns é a inveja de outros... é pena! Espero ver o novo formato o mais breve que possível.
Título: Re: Nota da direção da revista 6mm Portugal
Enviado por: tHE_bERZERKER em Agosto 20, 2013, 04:05:18 am
É realmente de lamentar este final.. nem vale a pena comentar muito mais. Apenas que cada vez vamos sabendo melhor com que linhas nos cosemos nestes meandros do airsoft.
Título: Re: Nota da direção da revista 6mm Portugal
Enviado por: Airhard em Agosto 21, 2013, 11:13:06 am
Novo formato? Novo projecto?

O Airsoft português merece um folheto A6 com informações, não uma revista online.
Título: Re: Nota da direção da revista 6mm Portugal
Enviado por: ork em Agosto 21, 2013, 11:24:39 am
Novo formato? Novo projecto?

O Airsoft português merece um folheto A6 com informações, não uma revista online.
Papel higienico sem folha dupla era bem melhor.
Título: Re: Nota da direção da revista 6mm Portugal
Enviado por: kazor em Agosto 21, 2013, 14:35:17 pm
Novo formato? Novo projecto?

O Airsoft português merece um folheto A6 com informações, não uma revista online.

Sim? Temos mais jogadores de airsoft em Portugal do que caçadores :) por isso será mais fácil vender-se uma revista de airsoft do que a Calibre 12 que faliu à uns anos atrás! :) :) :)
Título: Re: Nota da direção da revista 6mm Portugal
Enviado por: DRACULA em Agosto 21, 2013, 19:47:49 pm
concordo com o blackwolf....não faz sentido acusar os espaços comerciais. Louvo a iniciativa...mas daí a acharem que os espaços comerciais deveriam contribuir para o projecto vai uma grande diferença. Os espaços comerciais são essenciais ao desenvolvimento do airsoft...pois o peso economico faz uma grande diferença..mas daí a acusarem-nos dos maus da fita...vai um grande passo.
Título: Re: Nota da direção da revista 6mm Portugal
Enviado por: musikman em Agosto 22, 2013, 12:28:59 pm
A questão aqui colocada não tem que ver com a obrigatoriedade de apoiarem determinado produto, e nem tão pouco o dever moral de o fazer. Tem, acima de tudo, a ver com a questão de apoiarem um desporto e uma comunidade de praticantes que lhes mete o pão na mesa, embora alguns (felizmente) não precisem disso.

Já em relação às APD visadas no comunicado, sobre essas nem vale a pena falar mais. Já tresanda demasiado, mesmo que a comunidade não saiba nem provavelmente nunca venha a saber de uma ínfima parte da podridão. E eu nem sequer tenho muita razão de queixa, comparado com outros que tentam desenvolver trabalho nessa área, e são completamente assassinados. Infelizmente isso vai ter um preço, mais cedo ou mais tarde, e eu já paguei o que tinha a pagar.

Em última análise, o grande culpado é obviamente o gestor do projeto (nomeadamente, eu), porque não teve capacidade de o levar a bom porto, nem de fazer os amigos certos que possibilitassem isso. São tudo questões políticas, e quem não se vende é ostracizado.

Além de que daqui a uma semana já ninguém se lembra disto, o que até me é conveniente, porque não prego mais para esta freguesia.
Título: Re: Nota da direção da revista 6mm Portugal
Enviado por: Airhard em Agosto 26, 2013, 11:49:14 am
Novo formato? Novo projecto?

O Airsoft português merece um folheto A6 com informações, não uma revista online.

Sim? Temos mais jogadores de airsoft em Portugal do que caçadores :) por isso será mais fácil vender-se uma revista de airsoft do que a Calibre 12 que faliu à uns anos atrás! :) :) :)

Nota-se.

Força aí com isso.