ptairsoft.org

[PT]Airsoft => Geral => Tópico iniciado por: Azorean em Agosto 26, 2013, 12:49:43 pm

Título: Um pormenor muitas vezes esquecido nas AEGs...
Enviado por: Azorean em Agosto 26, 2013, 12:49:43 pm
Ora bem, vamos lá bater noutro ponto que curiosamente nunca vejo discutido mas que tem importância também, tanto como os FPS, rendições, distâncias de segurança, etc...

Do que falo?

O ROF das reproduções!

Ora bem, para meter isto a correr logo no sentido do meu post, não acham que é algo que deveria ser controlado, ou pelo menos regulamentado e tido em conta nos jogos?

É que se formos a ver, é verdade que somente agora a electrónica se começa a tornar vulgar entre nós nas AEGs, mas muita boa gente já usou de estratagemas, como mudar a voltagem e descarga das baterias usadas, modificar os contactos do gatilho e outros para terem ROFs simplesmente absurdos.
E porque digo absurdos? Quando se vê por exemplo uma reprodução de uma M4 a debitar o dobro do ROF de por exemplo uma M249 em jogo, é porque decerto algo está mal, não acham?

E que dizer de reproduções que em jogos que supostamente só se pode usar SEMI, conseguem a dedo ROFs acima do AUTO de muita reprodução que por aí anda... Como fica a segurança num jogo desses que logo à partida colocou o SEMI como padrão para evitar azares maiores?

Não deveria essa parte ser também regulamentada conforme a classe a que pertence?

Está aberto o debate, quem tiver dados ou informações consideradas pertinentes à discussão, que coloque.
Título: Re: Um pormenor muitas vezes esquecido nas AEGs...
Enviado por: Castilha em Agosto 26, 2013, 12:53:24 pm
isso tem muito que se lhe diga

por vezes uma pessoa tem um ROF enorme na AEG mas nao o usa para disparar em full isto é esse enorme rof pode ser a forma que o dono arranjou para ter uma melhor resposta no gatilho
mas há outros que só querem semear PVC
Título: Re: Um pormenor muitas vezes esquecido nas AEGs...
Enviado por: Sneakiest em Agosto 26, 2013, 12:59:03 pm
Citar
Como fica a segurança num jogo desses que logo à partida colocou o SEMI como padrão para evitar azares maiores?

(http://upload.wikimedia.org/wikipedia/en/d/d5/Index_finger.JPG)

É esta a minha segurança. Raramente uso o auto e disparo mais rápido em semi que muita gente. Qual a diferença?

Simples, uso a minha segurança secundária, que é esta, muito rara de ser usada no airsoft:
(http://images.nationalgeographic.com/wpf/media-live/photos/000/010/cache/human-brain_1001_600x450.jpg)

... mais um tópico que fará passar muita água debaixo da ponte. É simples.

Os jogos que se pedem para se jogar em semi-auto não se limita a "usem o single apenas". Refere-se antes a "utilizem o vosso cerebro quando disparam, apenas disparos em semi-automático e usem o vosso cérebro para evitar fazer overkill."

I. e., se têm um alvo a cinco metros, não vou disparar uma barragem em semi-auto. Se tenho um alvo a cinquenta metros, faço bursts curtos de semi com intervalos. Se oiço morto, paro.

Se acidentalmente alguém carregar no gatilho, em semi-auto, o dano será muito menor.

O testamento para que esta minha "regra" funciona, é que um dia, a jogar num terreno aqui há uns anos atrás, apanhei uma situação caricata, de um rapaz que me encheu com um gigantesco burst no peito, em tiro automático, a menos de cinco metros.

Quando questionado, a resposta dele foi "então mais não disseram que se podia fazer auto cá fora?".

...

I rest my case.

EDIT: Ainda outra coisa. Querem ROFs tipo 35+ BB/s? Fantástico. Boa sorte se forem daqueles que ao fim de duas horas dizem "epá, já gastei um saco de 1kg de BBs" como já assisti.

Um ROF mais elevado apenas te permite por mais BBs no mesmo sítio. Se andares com dez high-caps atrás para justificar o ROF... okay, porreiro, daqui a cinco minutos ficas sem BBs e/ou bateria.

Reside tudo em volta do mesmo - por algum motivo existem jogos em que os high-caps são proíbidos. Teres um ROF obsceno e cinco low/mid caps atrás... boa sorte em manteres o supply de BBs.
Título: Re: Um pormenor muitas vezes esquecido nas AEGs...
Enviado por: Portnoy em Agosto 26, 2013, 13:26:21 pm
o airsoft em Portugal deve ter qualquer coisa de diferente para tudo ser tabu, ser estranho, para desconfiar ou criar alguma celeuma em algo que nem sequer merece qualquer tipo de desperdicio de energia.

rendiçoes, bbs de aluminio e agora ROF.
o que a seguir?

camuflados no airsoft nao se devem usar porque quem os usa sao os militares?


Título: Re: Um pormenor muitas vezes esquecido nas AEGs...
Enviado por: Dacosta em Agosto 26, 2013, 14:10:39 pm
o airsoft em Portugal deve ter qualquer coisa de diferente para tudo ser tabu, ser estranho, para desconfiar ou criar alguma celeuma em algo que nem sequer merece qualquer tipo de desperdicio de energia.

rendiçoes, bbs de aluminio e agora ROF.
o que a seguir?

camuflados no airsoft nao se devem usar porque quem os usa sao os militares?

Eu também acho que se anda a teorizar muito e a jogar pouco...
Título: Re: Um pormenor muitas vezes esquecido nas AEGs...
Enviado por: Azorean em Agosto 26, 2013, 14:16:07 pm
Os assuntos não se discutem, as regras não se acertam, as APDs não dialogam, os jogos abertos começam a rarear, anda tudo pegado nas turras...

Realmente o melhor mesmo é calar e deixar o comboio andar, quando descarrilar de vez então vão querer fazer algo?
Depois do leite derramado...
Título: Re: Um pormenor muitas vezes esquecido nas AEGs...
Enviado por: tHE_bERZERKER em Agosto 26, 2013, 14:25:02 pm
E que dizer de reproduções que em jogos que supostamente só se pode usar SEMI, conseguem a dedo ROFs acima do AUTO de muita reprodução que por aí anda... Como fica a segurança num jogo desses que logo à partida colocou o SEMI como padrão para evitar azares maiores?

?!?!?

então se é semi, qual o stress com o rof? e as armas a gás que nem sequer têm o delay do motor? a malta está toda em pé de igualdade em semi, a não ser que tenham a arma demasiado lenta, toda desafinada ou bateria muito fraca, algo que ninguem quer ter obviamente, até porque o a arma fica demasiado "arrastada". Tirando isso, toda a gente está em pé de igualdade.. mais volt, menos volt o semi vai dao ao mesmo. Mais voltagem só te aproxima do disparo de uma arma a gás por exemplo, em que não há o tal atraso do motor. quanto mais rápida for a reacção ao gatilho, melhor.


agora em auto, já é outra questão. mas isso não é regulamentado sequer, portanto já é um problema de cada um. só porque gostam de armas lentas, quer dizer que os outros não podem ter as suas rápidas? e comparar aegs, seja de assalto ou de suporte... têm todas os mesmos internos, disparam todas os mesmos projecteis de 6mm, têm todas os mesmos limites de fps.

Já agora azorean, já que estás preocupado com esta questão, o que dizes das snipers de ferrolho que só podem ter a mesma potências das aeg, e que têm um "rof" muito inferior, se é que se pode chamar de rof.
Título: Re: Um pormenor muitas vezes esquecido nas AEGs...
Enviado por: Azorean em Agosto 26, 2013, 14:29:47 pm
Estava a guardar esse "tema" para a semana que vem...

Mas a minha opinião no que toca a isso é simples, as snipers de ferrolho neste momento não cumprem nem de perto nem de longe o objectivo e propósito a que deviam estar destinadas, se for a querer dar-lhe o papel que as reais tem em campo por estarem castradas à nascença pelos FPS a que estão por lei obrigadas.
Título: Re: Um pormenor muitas vezes esquecido nas AEGs...
Enviado por: Portnoy em Agosto 26, 2013, 14:29:53 pm
Os assuntos não se discutem, as regras não se acertam, as APDs não dialogam, os jogos abertos começam a rarear, anda tudo pegado nas turras...

Realmente o melhor mesmo é calar e deixar o comboio andar, quando descarrilar de vez então vão querer fazer algo?
Depois do leite derramado...

e as APDs vao fazer?
chamar a policia sempre que se tenha o ROF acima de um valor arbitrario?
ficarem chateadinhas e decepcionadinhas, coitadinhas?
criar mais uma comissao para que torne ainda mais castrante a lei?

realmente. e que o ROF e daqueles problemas que assolam as comunidades de todo o mundo.
nao e overkill, mas o ROF

e so problemas onde nao os ha. se calhar o problema é outro.
Título: Re: Um pormenor muitas vezes esquecido nas AEGs...
Enviado por: tHE_bERZERKER em Agosto 26, 2013, 14:33:20 pm
Estava a guardar esse "tema" para a semana que vem...

Mas a minha opinião no que toca a isso é simples, as snipers de ferrolho neste momento não cumprem nem de perto nem de longe o objectivo e propósito a que deviam estar destinadas, se for a querer dar-lhe o papel que as reais tem em campo por estarem castradas à nascença pelos FPS a que estão por lei obrigadas.

E em relação ao resto do meu post (aquela parte mais importante, que é tudo o que não comentaste) o que tens a dizer?
Título: Re: Um pormenor muitas vezes esquecido nas AEGs...
Enviado por: Azorean em Agosto 26, 2013, 14:47:54 pm
É um debate/discussão de um tema, cada um tem o seu input, ideia, é para isso que estes posts, mesmo que sobre assuntos polémicos servem, nada é vinculativo, mas andar a evitar os debater... Porquê?!

Camaradas, eu pessoalmente olho para o Airsoft como uma imitação (na brincadeira) do real, ora se assim é, há aspectos que deviam no mínimo estar a par com o real, de forma a termos um balanço/equilíbrio, como é o caso dos ROF das reproduções, há limites claro do material que não podem ser ultrapassados, na verdade só podemos ir até um certo ponto antes do mesmo dar de si, mas...

Lá está a minha opinião, porque se é aceite que uma "sniper" para ser mesmo uma tem de dar apenas 1 tiro ao premir o gatilho (semi), se falamos tanto em "classes" de armas, porque raios deve uma M4 disparar como se tivéssemos nas mãos uma MINI? Não deveria haver um "tecto" do que era aceitável ou não? É essas questões que trago acima da mesa, concordar ou não concordar é um direito, considerar algo relevante ou irrelevante, cada um tem o direito de o fazer, tal como eu tenho o direito de trazer o assunto à baila.
Título: Re: Um pormenor muitas vezes esquecido nas AEGs...
Enviado por: Portnoy em Agosto 26, 2013, 14:57:29 pm
debater ROF e como as APDs devem tratar do assunto tem o mesmo interesse e practicalidade que debater a extinçao da borboleta de colhoes vermelhos

deve ser algo que pode trazer as lagrimas aos olhos de algum amante de insectos.
Título: Re: Um pormenor muitas vezes esquecido nas AEGs...
Enviado por: tHE_bERZERKER em Agosto 26, 2013, 15:05:02 pm
Azorean, não compliques  ;D
Título: Re: Um pormenor muitas vezes esquecido nas AEGs...
Enviado por: Mafioso em Agosto 26, 2013, 15:53:24 pm
Não compliquem mesmo.

Limitar o ROF é ridículo. Cada um sabe como gosta. Sai mais caro quanto maior for o ROF (e gramagem das bolas). É uma escolha pessoal.

Que sentido faz limitar o ROF quando a grande maioria joga com 3-10x a capacidade de munição real das armas?

É que já estamos tão limitados em termos de Joules, comparativamente com o resto, não faz sentido limitar os Watts também. A parte mecânica do airsoft também dá um gozo enorme a algumas pessoas... Puxar as coisas até ao limite é um entretenimento.

Quanto a segurança, temos o dedo e o cérebro, como já foi muito bem dito. Há que evitar overkill.

Uma coisa é a malta que vai fazer milsim, com realcaps, systemas, etc, que querem manter tudo o mais real possível... No resto do airsoft, não faz sentido nenhum.

Já chega de castração.
Título: Re: Um pormenor muitas vezes esquecido nas AEGs...
Enviado por: zawox em Agosto 26, 2013, 16:43:15 pm
Comparar "rofs" de airsoft com reais...

E porque não o tema da outra semana a seguir ser em como aproximar as bbs às munições reais? É que f...-se, 50 metros aos arcos, não é nada parecido com o real e nem sequer deita sangue quando acerto no outro...
Realmente ando muito desiludido com a minha APD por não abordar este tema.
Título: Re: Um pormenor muitas vezes esquecido nas AEGs...
Enviado por: sysark em Agosto 26, 2013, 17:00:18 pm
E que dizer de reproduções que em jogos que supostamente só se pode usar SEMI, conseguem a dedo ROFs acima do AUTO de muita reprodução que por aí anda...

Boas tu como homem ligado ao paintball deves ser do tempo em que era proibido full auto e ramping certo.

eu por exemplo na minha impulse da smartparts, com o famoso gatilho criado por mim para esse marcador em que ele só se mexia um milimetro, consegua rof´s de 18 a 20 blolas inclusive tive várias situações no millenium series de o meu marcador ter de ir ao control no final do jogo para ser testado e garantido que não havia full auto.

aqui passa-se a mesma coisa.

Cae a que organiza o jogo defenir se permite full ou não, agora se não for permitido full e se o jogador for rápido no gatilho, terá este de ter de cortar o dedo?

Título: Re: Um pormenor muitas vezes esquecido nas AEGs...
Enviado por: Tquilha em Agosto 26, 2013, 19:10:36 pm
Sr. Sneakiest: és dos meus.

Usem aquele bocado de gelatina alucinante que têm atrás dos olhos e no meio das orelhas, e vão ver que as "polémicas" do airsoft têm bastante menos peso do que pensavam.

Divirtam-se.

:)
Título: Re: Um pormenor muitas vezes esquecido nas AEGs...
Enviado por: Dacosta em Agosto 26, 2013, 19:11:58 pm
Os assuntos não se discutem, as regras não se acertam, as APDs não dialogam, os jogos abertos começam a rarear, anda tudo pegado nas turras...

Realmente o melhor mesmo é calar e deixar o comboio andar, quando descarrilar de vez então vão querer fazer algo?
Depois do leite derramado...

Não concordo minimamente com que acabaste de dizer... eu ao contrario de muitos, levanto me cedinho pra ir jogar...e não é só no rebato de minha casa... tenho experiências acumuladas de norte a sul....e posso dizer que joguei com várias regras para as mesmas situações e foram sempre expostas ou na marcação do jogo ou no respectivo briefing do jogo. Se há situações desagradaveis ou das duas uma ou fui jogar com autenticas bestas que querem ser mais que os outros ou simplesmente nem ouviram ou leram as regras. Se não gosto, não volto. Tem sido a minha posição, salvo raras excepções.
Porque Azorean tu podes discutir até os camuflados como o Portnoy ironizou, a verdade nua e crua é a seguinte : tu jogas o jogo que organizarem pra ti!
E não esperes standartizar regras quando:
-Uma parte nem vem a foruns;
-Uma parte nem vem a este forum;
-Uma parte quer é disparar umas bb's sem andar muito e a seguir "vamos masé beber minis!"

O Airsoft não é pra ser dialogado...é pra ser jogado. Se não gostam, façam como eu, no final falo com a organização em pessoa e digo o que não gostei ou não volto mais.

Cheers
Título: Re: Um pormenor muitas vezes esquecido nas AEGs...
Enviado por: DRACULA em Agosto 26, 2013, 20:33:02 pm
o airsoft em Portugal deve ter qualquer coisa de diferente para tudo ser tabu, ser estranho, para desconfiar ou criar alguma celeuma em algo que nem sequer merece qualquer tipo de desperdicio de energia.

rendiçoes, bbs de aluminio e agora ROF.
o que a seguir?

camuflados no airsoft nao se devem usar porque quem os usa sao os militares?

plenamente de acordo... ;D ;D ;D ;D ;D ;D ;D ;D ;D
nos outros paises...crianças com 10 anos jogam e divertem-se...em portugal os adultos inventam regras atrás de regras...tudo passa a ser controlado...tudo é proibido...enfim...já chegamos ao ROF...fantástico...o que vem a seguir? Aguardo ansiosamente... ::)
Título: Re: Um pormenor muitas vezes esquecido nas AEGs...
Enviado por: nelson em Agosto 26, 2013, 20:37:32 pm
A seguir vem a qualidade fisico-quimica dos componentes da tinta e a sua resistências as intempéries em dias em que os UV estão altos!

Aposto que isto coloca alguem em vantagem!!!
Título: Re: Um pormenor muitas vezes esquecido nas AEGs...
Enviado por: Headbanger em Agosto 26, 2013, 22:04:38 pm
Já não aguento rir mais, eu tenho de largar estes bolinhos holandeses que estão a dar cabo das minhas gears
Título: Re: Um pormenor muitas vezes esquecido nas AEGs...
Enviado por: sysark em Agosto 26, 2013, 22:37:50 pm
o airsoft em Portugal deve ter qualquer coisa de diferente para tudo ser tabu, ser estranho, para desconfiar ou criar alguma celeuma em algo que nem sequer merece qualquer tipo de desperdicio de energia.

rendiçoes, bbs de aluminio e agora ROF.
o que a seguir?

camuflados no airsoft nao se devem usar porque quem os usa sao os militares?

Antes disso vem a qualidade das botas e do fardamento, é que umas botas de 50€ são mais lentas que umas de 200€ isso é desvantagem.....


plenamente de acordo... ;D ;D ;D ;D ;D ;D ;D ;D ;D
nos outros paises...crianças com 10 anos jogam e divertem-se...em portugal os adultos inventam regras atrás de regras...tudo passa a ser controlado...tudo é proibido...enfim...já chegamos ao ROF...fantástico...o que vem a seguir? Aguardo ansiosamente... ::)
Título: Re: Um pormenor muitas vezes esquecido nas AEGs...
Enviado por: uvex em Agosto 26, 2013, 22:53:53 pm
Vá pessoal, toca a vender as lipos e as gears high speed. E comprem Polarstar's

http://youtu.be/z70pTPqn5Gs (http://youtu.be/z70pTPqn5Gs)
Título: Re: Um pormenor muitas vezes esquecido nas AEGs...
Enviado por: tHE_bERZERKER em Agosto 26, 2013, 22:57:50 pm
Vá pessoal, toca a vender as lipos e as gears high speed.


hahahah!!!!!! agora é que vou começar a despachar os motores dboys e dingdong que praqui tenho... e as baterias mini 8.4....  ;D ;D ;D ;D ;D se alguem quiser pra abrandar a sua aeg, eu vendo baratinho  ;D ;D ;D
Título: Re: Um pormenor muitas vezes esquecido nas AEGs...
Enviado por: Libensborn em Agosto 26, 2013, 23:01:47 pm
É assim, comparado com muitos que aqui andam no fórum eu sou um mero novato na modalidade e sem querer estar a tomar partidos ou a desrespeitar opiniões, já reparei que no Airsoft em Portugal há muito bla bla sobre o que deve ser feito ADICIONALMENTE para prevenir problemas graves no que toca á saúde dos participantes.


Acho muito bem que ninguém tenha de ir para casa cheio de varicela mas para mim a única coisa que me interessa é que não disparem a 5 metros de mim e que não me façam overkill no traseiro, se fizerem overkill e elas me baterem no colete também não me faz diferença porque não me aleijo. O resto é palha. Porque se estamos a falar de ter os ROFs como as armas reais para garantir a semelhança, então também teremos de debater o uso de flashbangs, granadas de fumo, as snipers com 374 FPS, etc para manter a semelhança com a realidade.


Por exemplo, em muitos outros países joga-se com FPS muito acima dos 374FPS em que o normal é sempre entre os 500 e os 600, e eles adaptam-se. Aqui fazem-se leis em cima de leis e com tantas que existem para regulamentar o airsoft em Portugal qualquer dia ou deixamos todos de jogar ou começamos a jogar clandestinamente como queremos.


Como já foi dito aqui, quem não se quer arriscar a ficar aleijado então fica em casa ou então só vai a jogos em que as regras sejam compatíveis com o seu nível de risco aceitável, mas não devemos sujeitar todos ás mesmas regras só porque alguns não se sentem confortáveis com os actuais regulamentos. E as APDs não fazem nada porque não querem perder membros por estarem a ser demasiado zelosos nas regras.

Se vamos a fala de realismo, então temos também de falar das pinturas nas armas, porque isso de eu estar camuflado e com a coronha e a ponta da minha arma pintada de verde ou vermelho fluorescente também não tem piada nenhuma. Para dar mais nas vistas só falta mesmo ter uns LEDs e uma sirene.


Desculpem-me a expressão e sem querer ofender ninguém: acho que a continuarmos assim a regulamentar cada vez mais aspectos que, a meu ver, são irrelevantes no airsoft em Portugal, esta modalidade vai virar uma paneleirice.

Cabe a cada um analisar as consequências do que vai fazer e daquilo em que se vai meter, visto que fazemos o mesmo em situações do nosso dia-a-dia.
Título: Re: Um pormenor muitas vezes esquecido nas AEGs...
Enviado por: tHE_bERZERKER em Agosto 26, 2013, 23:05:20 pm
Desculpem-me a expressão e sem querer ofender ninguém: acho que a continuarmos assim a regulamentar cada vez mais aspectos que, a meu ver, são irrelevantes no airsoft em Portugal, esta modalidade vai virar uma paneleirice.

Caro amigo, só aqui já disseste tudo  ;D
Título: Re: Um pormenor muitas vezes esquecido nas AEGs...
Enviado por: sysark em Agosto 26, 2013, 23:23:14 pm
a única coisa que me interessa é que não disparem a 5 metros de mim

Então só a até 4,90m e a mais de 5,05m ok não me vou esquecer disto :) :) :) :) :)

Libensborn estou a brincar ok....
Título: Re: Um pormenor muitas vezes esquecido nas AEGs...
Enviado por: sysark em Agosto 26, 2013, 23:25:13 pm
Agora a serio:

Se cada letra gasta neste forum com coisas superfulas a modalidade fosse uma BB, as empresas produtoras de BB´s tinham de fazer fabricas em PT para terem stock para os jogadores.....
Título: Re: Um pormenor muitas vezes esquecido nas AEGs...
Enviado por: Libensborn em Agosto 26, 2013, 23:40:32 pm
a única coisa que me interessa é que não disparem a 5 metros de mim

Então só a até 4,90m e a mais de 5,05m ok não me vou esquecer disto :) :) :) :) :)

Libensborn estou a brincar ok....


É esqueci-me de pôr ali " a menos de 5m" lol
Título: Re: Um pormenor muitas vezes esquecido nas AEGs...
Enviado por: tHE_bERZERKER em Agosto 26, 2013, 23:47:14 pm
Agora a serio:

Se cada letra gasta neste forum com coisas superfulas a modalidade fosse uma BB, as empresas produtoras de BB´s tinham de fazer fabricas em PT para terem stock para os jogadores.....

acho que seria mais o contrário... nem era necessário importar, quanto mais fabricá-las cá. a gente tinha cá bbs às pázadas ;D
Título: Re: Um pormenor muitas vezes esquecido nas AEGs...
Enviado por: dyN em Agosto 26, 2013, 23:58:44 pm
Em relação a este tema não posso falar muito pois além de não ter AEG não fui até agora a nenhum evento onde houvesse grande controlo, apenas jogos entre amigos ocasionais entre equipas num terreno. Posso no entanto dar a minha opinião.

A meu ver já temos burocracia A MAIS em relação ao Airsoft neste país, a burocracia é tanta que cada vez mais me tem levado a abandonar a modalidade, já são muito poucas as vezes que jogo. Passei a ser mais coleccionador de réplicas do que jogador. Pelo que leio dos jogos que são feitos o controlo é apertado e severo... Temos o caso de "ah e tal tem 1 fps a mais que na lei já não joga pois pode magoar"... Acho isto absurdo e certamente me faria abandonar o evento para ir assaltar uma farmácia à procura de Rennie.... Talvez não o segundo acto mas decididamente me faria abandonar o evento e não voltar lá mais.
Sei de pessoal que não só partilha a mesma opinião como acha absurdo a burocracia em relação a esta modalidade neste país, e se a cada jogo andarem "à cata" de "bandidos" com um ROF elevado epá meus amigos mais vale banirem o Airsoft de Portugal porque mais controlo só vai dar cabo do pouco que se tem.

EDIT: E nem me façam falar da pintura das armas!
Fica aqui a minha opinião
Título: Re: Um pormenor muitas vezes esquecido nas AEGs...
Enviado por: Azorean em Agosto 27, 2013, 00:23:04 am
Aos moderadores se quiserem podem fechar o tópico dado que de um debate/discussão sobre um tema, já deram a volta e só falam deste debate como se se tratasse de querer impor seja o que for, mais uma lei, mais uma regulamentação... Um debate é isso mesmo, discutir ideias, pontos de vista, não é impor seja o que for...

É por estas e por outras que só vemos uma mão cheia de pessoas a postar quando se trata de falar de assuntos mais polémicos como estes, depois admiram-se que não se chegue a lado algum nas coisas que realmente neste momento importam para todos como é a abolição das pinturas e afins?
Título: Re: Um pormenor muitas vezes esquecido nas AEGs...
Enviado por: STUNTMAN em Agosto 27, 2013, 00:30:23 am
Discos pedidos não é por estas bandas.
Aqui quem decide o que apaga ou modera somos nós os administradores e não os utilizadores.

Siga o debate... quem não estiver interessado no mesmo, que se abstenha de comentar.
Título: Re: Um pormenor muitas vezes esquecido nas AEGs...
Enviado por: STUNTMAN em Agosto 27, 2013, 00:38:00 am
E...Pelo que leio dos jogos que são feitos o controlo é apertado e severo... Temos o caso de "ah e tal tem 1 fps a mais que na lei já não joga pois pode magoar"... Acho isto absurdo e certamente me faria abandonar o evento para ir assaltar uma farmácia à procura de Rennie.... Talvez não o segundo acto mas decididamente me faria abandonar o evento e não voltar lá mais....

E diz-me lá uma coisa... não tens conhecimento de eventos onde... deixa lá ver... tenho mais 150FPS a mais, caguei na lei, vou mas é jogar como bem entendo? Ainda no outro dia fui a um evento onde o jogador tinha 456 FPS na sua AEG e ele é que tinha razão... peguei na trouxa e fui procurar outro jogo onde concordasse com as regras.

Diverti-me imenso... tal como acredito que os outros se tenham divertido imenso.

Então se é assim, porque tens de te insurgir contra quem decide cumprir ou jogar com o que bem entender?

Eu faço-o... não vou a jogos onde se usem acima de 374FPS e outras regras que não concorde, mas porra, cada um no seu galho a fazer o que lhes interessa.

Se é assim, se tens mais jogos e fazeres o que bem entenderes, porque tens de desistir?

Conheço mais eventos e equipas onde a lei nunca é cumprida, do que equipas e eventos que a façam cumprir, logo não tens necessidade de desistir... tens muita escolha por aí.
Título: Re: Um pormenor muitas vezes esquecido nas AEGs...
Enviado por: Mafioso em Agosto 27, 2013, 00:57:14 am
Acho que o Libensborn já disse tudo no seu post comprido... Concordo plenamente.

Uvex, daqui a uns tempos, quando o pessoal der o devido valor aos sistemas de HPA, vamos estar aqui a discutir "tournament locks" para as P* e afins. Espera para ver...
Título: Re: Um pormenor muitas vezes esquecido nas AEGs...
Enviado por: dyN em Agosto 27, 2013, 01:10:10 am
Stuntman, eu não estou a desistir da modalidade por causa disso só, simplesmente tanta burocracia, tanta lei, tanta porcaria não me faz ter a vontade de jogar que tinha quando começei e ainda mal sabia o que era o Airsoft. A principal razão é sem dúvida a pintura.

 O que eu queria dizer e não foi bem interpretado ou explicado de minha parte é que,  é por 50, 100, 200, 300 etc fps a mais que se devia não deixar a pessoa jogar  e não por ter 5, 10 ou mais uns quantos fps a mais... Não é por uma arma ter 384 fps que vai magoar mais ou menos, tudo depende da cabeça do atirador que vai disparar sobre o inimigo. Imagina que tenho uma arma que já com o kit reductor de potência faz 380fps, vou ao chrony e dizem me que por ter mais 6fps que na lei não posso jogar no evento/equipa etc, vou comprar outro reductor de potência gastar mais sei lá quanto dinheiro por 6 fps que seja? Na minha opinião não acho correcto. (Atenção que isto foi hipoteticamente, não me aconteceu a mim)
Título: Re: Um pormenor muitas vezes esquecido nas AEGs...
Enviado por: Libensborn em Agosto 27, 2013, 01:19:24 am
Sem querer fugir ao tópico, concordo com o Dyn. Isto é como conduzir na auto-estrada O limite de velocidade é de 120km/h na auto-estrada mas nenhuma brigada vai mandar alguém parar por ir a 125km/h, pode fazê-lo mas a consequência de ir a 120 ou a 125 será a mesma (sem estar a entrar em cálculos nem nada disso para simplificar)

[/size]Acho que podiam era ter feito uma adenda á lei e dizer que o limite era de 374fps com uma tolerância de aproximadamente x%.
Título: Re: Um pormenor muitas vezes esquecido nas AEGs...
Enviado por: tHE_bERZERKER em Agosto 27, 2013, 01:27:44 am
Acho que podiam era ter feito uma adenda á lei e dizer que o limite era de 374fps com uma tolerância de aproximadamente x%.

A malta tem de entender que tem de ter a arma um pouco abaixo do limite de modo a não correr o risco de ultrapassar o valor. É óbvio que por vezes uma mola 110 ultrapassa os 374fps, mas isso é outra questão. E depois temos os artistas que metem uma mola 120, vão para o jogo com a arma nos 390/395fps e depois querem entrar em jogo.

As autoridades que fiscalizam a velocidade nas autoestradas por exemplo, normalmente dão uma tolerância de 20km/h, mas isso não precisa de estar na lei. No airsoft essa tolerância tem de ser a organização de cada jogo a decidir, dentro do que é o bom senso.
Título: Re: Um pormenor muitas vezes esquecido nas AEGs...
Enviado por: Breackfloor em Agosto 27, 2013, 01:47:23 am
bom eu como utilizador, de alguns rpms a mais do comum  na réplica, vou dar o meu ponto de vista,

Porque mais rpms?
este factor é mais consequencia do que propriamente escolha, eu numa réplica uma das coisas que mais gosto para alem do comum é a qualidade do single, é eu primir o gatilho e ser tudo rápido sem sons estranhos nem duas horas até a bb sair do cano é eu num instante querer que a bb seja disparada e ela é, em questoes de segundos eu sentir seguro que vou conseguir eliminar um jogador ou impedir sequer que ele possa abrir fogo para mim, tanto para conseguir fazer elementos avançar ou para por o resto da equipa em posições favoráveis,

para isso uso um mosfet+gears 13;1+lipo 11

full auto?

interessam-me pequenos burst que na minha opinião magoam menos e sao mais eficazes, muitas vezes levamos com rajadas em cima tao longas que mesmo depois de mortos berramos e o jogador do outro lado nem ouve nada e continua a fundo no full auto, porque? porque não confia em 3 ou 4 bb's para eliminar o jogador, eu com mais rpms e boa resposta faço um burst super pequeno elas vão todas mais ou menos na mesma direção e sei de certo que se acertar ouço logo o jogador a dizer morto porque não tenho o meu motor a fazer basqueiro já a uns segundos

prós e contras

prós para quem gosta de ter uma boa resposta de gatilho e quase sempre consequente os altos rpms, transmite mais segurança para quem dispara em single é tudo muito mais rápido e eficaz, contras para gente que não pensa em quem está no outro lado e acaba por levar montes de disparos em cima sem sequer ser preciso,


 
Título: Re: Um pormenor muitas vezes esquecido nas AEGs...
Enviado por: Portnoy em Agosto 27, 2013, 08:00:50 am
É por estas e por outras que só vemos uma mão cheia de pessoas a postar quando se trata de falar de assuntos mais polémicos como estes, depois admiram-se que não se chegue a lado algum nas coisas que realmente neste momento importam para todos como é a abolição das pinturas e afins?
"assunto polemico"

Pelo contrario. Nao e. A polemica invetaste-a tu.
Na verdade, tem sido uma tendencia crescente ao longo dos anos criar as polemicas em sitios que nao existem nem merecem o esforco.

Ponho isso ao contrario, na verdade. Como esperas tu em tratar das pinturas e castracoes da lei quando perdes o teu tempo com assuntos destes?
Título: Re: Um pormenor muitas vezes esquecido nas AEGs...
Enviado por: STUNTMAN em Agosto 27, 2013, 09:33:51 am
Acho que podiam era ter feito uma adenda á lei e dizer que o limite era de 374fps com uma tolerância de aproximadamente x%.

A malta tem de entender que tem de ter a arma um pouco abaixo do limite de modo a não correr o risco de ultrapassar o valor. É óbvio que por vezes uma mola 110 ultrapassa os 374fps, mas isso é outra questão. E depois temos os artistas que metem uma mola 120, vão para o jogo com a arma nos 390/395fps e depois querem entrar em jogo.

As autoridades que fiscalizam a velocidade nas autoestradas por exemplo, normalmente dão uma tolerância de 20km/h, mas isso não precisa de estar na lei. No airsoft essa tolerância tem de ser a organização de cada jogo a decidir, dentro do que é o bom senso.

Uma coisa é quererem, outra coisa é conseguirem... ;) mas quem estou eu a enganar... conseguem sempre, porque há sempre alguém que feche os olhos a isso, logo eles usam essas molas e essas potências porque há sempre alguém que permita.
Uma vez mais, se estipularmos que a organização decide a tolerância, não tem de haver stresses... cada um sabe ao que vai.
Título: Re: Um pormenor muitas vezes esquecido nas AEGs...
Enviado por: STUNTMAN em Agosto 27, 2013, 09:39:22 am
... é por 50, 100, 200, 300 etc fps a mais que se devia não deixar a pessoa jogar  e não por ter 5, 10 ou mais uns quantos fps a mais... Não é por uma arma ter 384 fps que vai magoar mais ou menos, tudo depende da cabeça do atirador que vai disparar sobre o inimigo. Imagina que tenho uma arma que já com o kit reductor de potência faz 380fps, vou ao chrony e dizem me que por ter mais 6fps que na lei não posso jogar no evento/equipa etc, vou comprar outro reductor de potência gastar mais sei lá quanto dinheiro por 6 fps que seja? Na minha opinião não acho correcto. (Atenção que isto foi hipoteticamente, não me aconteceu a mim)

Sabes que o problema não é teres mais 5 ou 6 FPS, que por acaso até é... se a merda da lei estipula uma coisa, porque temos de ter a mais?
Tem de ser algo como o Berzerker disse... se sabemos da lei, porque temos de ter sempre no limite da mesma? Não poderemos ter então, 365FPS e ter a tal tolerância... acho que se aplica como dizes... que diferença faz se tiveres 365FPS ou 374FPS?
Não, temos sempre de ter no limite ou mesmo a ultrapassar, assim a dar para o ligeiramente.

Sobre o redutor... em tempos usamos os redutores... iam ao Chrony, davam 350FPS... excelente... a maio do jogo começavam os disparos fortes... parávamos o jogo e pasme-se... os redutores tinham sio retirados e as armas andavam pelos 400 ou mais FPS.

Paga o justo pelo pecador... num jogo que se diz de HONRA, RESPEITO e FAIR-PLAY. Curioso!!!
Título: Re: Um pormenor muitas vezes esquecido nas AEGs...
Enviado por: Azorean em Agosto 27, 2013, 10:07:56 am
No que toca às pinturas e como me foi dito por um Deputado, por acaso da maioria que nos (des)governa agora, já há muito que isso podia ser favas contadas, mas como não há controlo dentro da "comunidade", bem como a imagem que sai para fora é a de que 99% não cumpre sequer com a lei nem o quer fazer, a mão de quem legisla só tem endurecido e vai continuar a ficar cada vez pior e menos aberto a mudanças ou aberto a sugestões.
Basta dizer que aquando da última mudança da lei entrou documentos a pedir a sua mudança mas era ver cada um a puxar à sua sardinha, não havia uma só voz ou posição em apreciação.

Já se esqueceram de outra mudança e do que um certo senhor de uma certa loja fez nas costas da "comunidade" indo "representar-nos" sem o termos mandatado para tal e expondo as suas ideias como sendo as nossas? Enquanto for esta a forma de estar e fazer as coisas, nunca lá chegaremos.

No meu entender, o que temos não é excesso de legislação, é falta de qualidade técnica da mesma, pois se o Airsoft tivesse representantes à altura e uma legislação bem cuidada e precisa, decerto que as coisas se tornavam preto no branco e não andávamos na área cinzenta como andamos, é que com as linhas com que nos cosemos actualmente alguém pode afirmar mesmo estar 100% legal perante a lei?!

Os assuntos no meu entender deviam todos ser discutidos, até os que parecem insignificantes ou mesmo estúpidos de o fazer por parte de alguns, em suma se houvesse mais diálogo e compreensão pelo que as pessoas pensam ou postam, quem sabe, não andávamos melhor? É só ver um novo praticante que venha colocar questões, como tem sido recebido?... (i rest my case)

Tenho pena do estado actual das coisas, aqui no PT Airsoft quando comecei a frequentar discutia-se as coisas de forma salutar, muita gente postava e havia respeito pelas opiniões contrárias, ultimamente basta dizer algo que não seja do agrado de alguém para um post descaibam para outras áreas e formas de estar que em nada abonam com os tais tão sagrados valores do Airsoft, que me parecem estão ali no pedestal para inglês ver mas mais nada do que isso...
Título: Re: Um pormenor muitas vezes esquecido nas AEGs...
Enviado por: Portnoy em Agosto 27, 2013, 10:33:23 am
Como e que queres pedir por mais dialogo quando em primeiro lugar, o assunto e irrelevante, e em segundo, para ajudar, estas a por em cima da mesa regulamentacoes de "tectos" por decreto para esse assunto irrelevante?

Confundido prioridade de assuntos, ou ate dares igualdade entre ROF a pinturas ou lei sobre o mantra de "temos de falar de tudo" e francamente falta de conversa.

Nao. Nao ha que falar de tudo.
Temos que falar que em jogos de milsim que se tenha de aceitar so real-caps, replicas a gas e nao pode haver corpos de plastico?
Temos que falar em que se legisle o uso de li-po pois carregamentos indevidos podem explodir e magoar os utilizadores?
E que tal o uso da palavra morto para passar somente "estou temporariamente fora de jogo", ja que na realidade se pode confundir "morto" com na realidade estares morto e causar alarme social?

Joga mais, preocupa-te menos com coisas triviais.

Título: Re: Um pormenor muitas vezes esquecido nas AEGs...
Enviado por: Bagadas em Agosto 27, 2013, 13:03:55 pm
é que com as linhas com que nos cosemos actualmente alguém pode afirmar mesmo estar 100% legal perante a lei?!

Podes crer que sim, quando quero, estou 100% dentro da lei, porque o desconhecimento não é desculpa, quando sei que necessito estar de acordo com a lei, não se põe em causa se é 100% ou 90%, é estar dentro da lei, sim consigo na parte que me toca como jogador estar dentro da lei.

Se estou ou jogo sempre de acordo com a lei, não. E digo não porque sou um rebelde por natureza e se não concordo com determinada medida, tento se possível contorna-la mesmo sabendo os riscos que corro e as consequências que dessa decisão possam advir, mas não gosto de ser controlado por quem não tem autoridade para tal e este tipo de Post embora seja no âmbito de uma discussão aberta, existem determinados assuntos que quando só quando se levanta o tapete é que cheiram mal e parece-me que este é um destes, não estragues mais o Airsoft em Portugal.

Se é dessa forma que gostas ou queres jogar, bravo, junta-te com os teus companheiros e discute o assunto com eles, coloquem limites nos vossos jogos, mas deixem a liberdade de cada um poder jogar da forma que mais gosta.

Forte abraço, e boas trocas de PVC,

Bagadas



Título: Re: Um pormenor muitas vezes esquecido nas AEGs...
Enviado por: tHE_bERZERKER em Agosto 27, 2013, 13:18:01 pm
Tenho pena do estado actual das coisas, aqui no PT Airsoft quando comecei a frequentar discutia-se as coisas de forma salutar, muita gente postava e havia respeito pelas opiniões contrárias, ultimamente basta dizer algo que não seja do agrado de alguém para um post descaibam para outras áreas e formas de estar que em nada abonam com os tais tão sagrados valores do Airsoft, que me parecem estão ali no pedestal para inglês ver mas mais nada do que isso...


Muita coisa continua a ser debatida de forma salutar. Mas tens de concordar (e pensa bem no assunto que trouxeste à baila) que esta questão não tem pés nem cabeça... basta ver o feedback que obtiveste até agora.
Título: Re: Um pormenor muitas vezes esquecido nas AEGs...
Enviado por: uvex em Agosto 27, 2013, 13:18:15 pm
Acho que o Libensborn já disse tudo no seu post comprido... Concordo plenamente.

Uvex, daqui a uns tempos, quando o pessoal der o devido valor aos sistemas de HPA, vamos estar aqui a discutir "tournament locks" para as P* e afins. Espera para ver...

Para isso existe o kydex e faz-se um lock facilmente.  ;D
Título: Re: Um pormenor muitas vezes esquecido nas AEGs...
Enviado por: DRACULA em Agosto 27, 2013, 13:33:28 pm
No que toca às pinturas e como me foi dito por um Deputado, por acaso da maioria que nos (des)governa agora, já há muito que isso podia ser favas contadas, mas como não há controlo dentro da "comunidade", bem como a imagem que sai para fora é a de que 99% não cumpre sequer com a lei nem o quer fazer, a mão de quem legisla só tem endurecido e vai continuar a ficar cada vez pior e menos aberto a mudanças ou aberto a sugestões.[...]

Confesso que fiquei curioso com esse deputado...é raro ver um deputado que perceba destas coisas das armas e muito menos de airsoft...e quanto a isto das pinturas das armas há muito poder ser favas contadas...ainda mais curioso fico com essa afirmação vinda de um deputado. Depois as "acusações de não haver controlo dentro da comunidade bem como a tal imagem que passa para fora é a de que 99% não cumpre com a lei nem o quer fazer...também fico mesmo muito curioso com esse deputado...pois a entidade fiscalizadora e que regula este sector...não tem essa imagem...e quem melhor que a entidade fiscalizadora para avaliar tais coisas?

E depois essa de quem legisla só tem endurecido e vai ficar cada vez pior...então aí fico mesmo perplexo com esse deputado...pois a evolução da lei das armas no que concerne ao airsoft até tem vindo a aliviar a "carga". A titulo de exemplo...no que toca às pinturas...a lei até foi "condescendente" e passou a permitir que as mesmas fossem ocultadas nos jogos...foi um pedido feito pelas Associações em alternativa ao abolir das pinturas...entre uma e outra o "legislador" aceitou o ocultar das pinturas. Até já permite que as armas de airsoft...possam ser alugadas em feiras... ::)Perante isto parece-me que afinal a lei em vez de endurecer..."amoleceu" um pouco.

Parece-me que esse deve ser mais um dos ditos deputados que se limita a mandar umas papaias para o ar sem saber do que fala.

As pinturas sairam na lei numa altura em que todas as reproduções de arma de fogo eram simplesmente proibidas...por isso o "legislador" inventou as pinturas neste tipo de armas para as separar das outras que pelo seu aspecto eram ilegais.
Hoje isso já caiu por terra...hoje passou a ser proibido apenas as reproduções de arma de fogo passiveis de ser convertidas em armas de fogo...por isso hoje os armeiros já podem vender pressões de armas que são reproduções de armas de fogo da classe A, B, B1, C e D sem estar pintadas e a maioria são de venda livre.

Portanto hoje qualquer pessoa pode transportar uma destas armas de pressão de ar...no porta bagagens do carro e a ser interpeladas pelas autoridades numa operação STOP essas armas não estão pintadas e são passiveis de ser confundidas com a respectiva arma de fogo da qual é um cópia.

Do lado do airsoft...as armas podem ter as pinturas ocultadas no decorrer dos jogos...logo a Lei deixou de se preocupar com o alarme social que tal jogo possa causar junto da população em geral...as pinturas estão tapadas. Se o argumento se relacionar com o transporte destas armas...então a contra-argumentação seria remetida para as ditas armas de pressão de ar que são meras reproduções de armas de fogo...pois se para essas a pintura aquando do transporte não é obrigatoria...deixa de fazer sentido para as de airsoft.

Mas atenção que tudo isto são alterações que a lei tem vindo a sofrer e que de certa forma vão revelando uma mudança de mentalidade...neste momento é este o caminho para onde a lei se dirige...amanha pode ser invertido.

Por vezes o problema está na forma como se apresenta uma petição...tal como num recurso em tribunal...a razão pode estar do lado do recorrente...mas se o recurso for mal feito...deita tudo a perder.


Título: Re: Um pormenor muitas vezes esquecido nas AEGs...
Enviado por: Libensborn em Agosto 27, 2013, 14:05:48 pm
Tenho pena do estado actual das coisas, aqui no PT Airsoft quando comecei a frequentar discutia-se as coisas de forma salutar, muita gente postava e havia respeito pelas opiniões contrárias(...)


É natural que quando não se concordam com as opiniões, que se exponham as razões pelo qual não se concorda. O que vi até agora neste tópico é que existe respeito pela tua opinião mas que a mesma suscita um comportamento adverso pelo facto do airsoft hoje em dia ter tantos regulamentos que só falta pintarmos o cu para nao sermos confundidos com caça grossa quando damos uma cagada táctica no mato lol
Título: Re: Um pormenor muitas vezes esquecido nas AEGs...
Enviado por: Azorean em Agosto 27, 2013, 14:11:41 pm
É uma forma de ver as coisas, mas que temos tido um ambiente de crispação cada vez maior nos últimos tempos na forma de opinar temos tido, será só do Airsoft ou será também da crise que vivemos? Quem sabe...

Uma coisa é certa, não me vão ver a dizer que não respeito a opinião de cada um que aqui posta, concorde ou não concorde com ele, é um airsofter como eu e está tudo dito.  8)
Título: Re: Um pormenor muitas vezes esquecido nas AEGs...
Enviado por: kazor em Agosto 27, 2013, 16:05:57 pm
...foi um pedido feito pelas Associações em alternativa ao abolir das pinturas...entre uma e outra o "legislador" aceitou o ocultar das pinturas. Até já permite que as armas de airsoft...possam ser alugadas em feiras... ::)Perante isto parece-me que afinal a lei em vez de endurecer..."amoleceu" um pouco.

Desculpa mas estás mal informado! Não foi nenhum pedido das associações que levou o "legislador" a aceitar ocultar as pinturas! Foram as normas que a PSP tinha elaborado para o airsoft e que nunca chegaram a ser publicadas em DR porque foram transpostas para a lei nº 11/2011.

É verdade que uma APD afirmou no parlamento que estava a negociar com a PSP essas normas, mas em fins de 2010 ou inícios de 2011 divulguei aqui um ofício do Director do DAE em que o mesmo afirmava não estar a negociar com as APD's porque nenhuma fora ainda reconhecida pelo IDP e que apenas ouvira oficiosamente a FPA.

Aliás eu próprio estive presente na comissão no parlamento e o que posso afirmar é que os deputados e assessores presentes se mostraram bastante receptivos à abolição das pinturas das RAFPR, só que a seguir a mim entraram o Director Nacional da PSP e o Director do DAE e o resultado é o que sabemos!
Título: Re: Um pormenor muitas vezes esquecido nas AEGs...
Enviado por: RageDog em Agosto 27, 2013, 16:28:22 pm
De qualquer maneira, o princípio exposto pelo DRACULA está correto...o airsoft não tem vindo a piorar. O que parece é que o pessoal que joga ( o mesmo que dizer a parte interessada) está mais interessado em arranjar problemas do que melhorar.
Para mim, o problema do ROF é um falso problema...se estiver nos limites,só são mais bb's.
Quem tem dinheiro, melhora a arma e pode mesmo respeitar os valores de joules que nos são impostos.
Quem não tem dinheiro...tenta passar despercebido porque a arma dele ( digo arma para ser mais fácil do estar com a treta das RAFPR (bla,bla,bla) de origem vem com 400 ou mais fps usando bb's0.20.
Para mim, o real problema na lei são só as pinturas...se pudéssemos não ter que pintar, seria ótimo.

O limite de 374/0,20 chega para jogar na minha opinião. No caso de sniper deveria ser mais elevado...mas estar a levar com um tiro a 20 metros de uma arma a 500fps...deve doer muito. Já levei um e perfurou-me o courato de lado ;) Como posso confiar num aumento de fps para sniper sabendo do pessoal inconsciente que anda por aí.

Azorean...não concordo que o ROF seja tema de discussão para uma imposição de maneira de jogar tão só porque para mim...mais rof não implica mais "dores". A minha equipa só usa single-shot mas usamos lipo's. Só por aí temos mais ROF que muitas armas que usam as outras baterias...niqualquercoisa.
Entretanto há sempre solução...quem organiza coloca regras para serem respeitadas. Quem não gosta, não vai.
Título: Re: Um pormenor muitas vezes esquecido nas AEGs...
Enviado por: Shimodu em Agosto 27, 2013, 16:46:12 pm
"Criar" problemas onde eles não existem...esse tem sido o mote de alguns...
Título: Re: Um pormenor muitas vezes esquecido nas AEGs...
Enviado por: RageDog em Agosto 27, 2013, 17:09:41 pm
Registei-me em 2008 aqui no ptairsoft e só tenho meia dúzia de participações...porquê? porque cada vez que alguém diz algo que não vai a favor da corrente mesmo não faltando ao respeito a ninguém, arrisca-se a ser cilindrado. A tolerância já era...arranja-se fama de tretas que muitas vezes nem fazíamos a mínima ideia.
O próprio fórum evoluiu...ainda sou do tempo que não se podia discutir sobre "federações". Não gostam, não "comam" mas respeitem as diferenças.

Nem sempre o que se escreve é o que se quer dizer, mas a língua portuguesa é lixada. Tenham cuidado com as expressões ou construção de frases...podem ser mal entendidas.
Título: Re: Um pormenor muitas vezes esquecido nas AEGs...
Enviado por: Azorean em Agosto 27, 2013, 19:26:36 pm
Citar
Azorean...não concordo que o ROF seja tema de discussão para uma imposição de maneira de jogar tão só porque para mim...mais rof não implica mais "dores". A minha equipa só usa single-shot mas usamos lipo's. Só por aí temos mais ROF que muitas armas que usam as outras baterias...niqualquercoisa.

Lá está camarada, não é nem nunca foi a ideia de trazer este tema acima da mesa querer fazer algum tipo de imposição, mas muitos leram na transversal se é que leram tudo atentamente e a partir do momento que alguém gritou "lobo" não mais se desviou dessa ideia errada, mas como disseste agora no teu post, que concordo a 100% a tolerância para discutir seja o que for "fora da corrente" já era há muito.

(o bold é para que quem lê na transversal pelo menos "apanhe" o sentido do que aqui trouxe como assunto, se faz sentido ou não, concordem ou não, o que é certo, é que até se tocou em outras coisas de interesse no meio de algo "desinteressante")
Título: Re: Um pormenor muitas vezes esquecido nas AEGs...
Enviado por: DRACULA em Agosto 27, 2013, 21:54:07 pm
Desculpa mas estás mal informado! Não foi nenhum pedido das associações que levou o "legislador" a aceitar ocultar as pinturas! Foram as normas que a PSP tinha elaborado para o airsoft e que nunca chegaram a ser publicadas em DR porque foram transpostas para a lei nº 11/2011.
[...]

E onde é que isso vai de encontro ao que eu referi?

Eu referi Associações no plural pois para mim apesar de uma associação não estar em devida altura já com o processo todo concluído e reconhecida pelo IPD não lhe retiro o mérito que mesmo assim faça chegar junto da DAE-PSP um folheto de esclarecimento e com carácter peticionário para o fim das pinturas nas armas de airsoft ou que tenha uma reunião no DAE-PSP e até meros praticantes tambem tiveram e não estou muito mal informado neste aspecto... ;)

É obvio que da parte das Associações e não só....praticantes em nome individual...comerciantes/empresários do   sector...defenderam sempre a abolição das pinturas. Esta luta começou logo de imediato ao sair da lei em 2006.

E até as simples organizações de jogos que convidaram a DAE-PSP a estar presente...deu um bom contributo para que mais tarde...houvesse a sensibilidade suficiente por parte de quem "manda" nas armas...dar o aval para que a lei mudasse e pelo menos em jogos pudesse-mos ocultar as pinturas.

E claro que como dizes...foram as normas que a psp elaborou para as armas de airsoft...afinal é a PSP a elaborar as normas das armas...A nós compete-nos unir esforços para que essas normas sejam aquelas que melhor se adaptem aos nossos desejos...e este pequeno pormenor da ocultação das pinturas em jogo...considero um grande ganho para a modalidade...o proximo passo será a abolição total das pinturas...será isso possivel ou não...veremos com o tempo...também em 2006 muitos jamais acreditariam que 5 anos depois a lei permitiria ocultar as pinturas. Isto não caiu do céu...tal como acontece com as associações de caçadores...quando a lei choca com a actividade...compete-lhes ir junto da DAE e explicar o incoveniente que tal norma juridica está a causar à actividade...no airsoft é igual. O facto de se pedir a abolição das pinturas...e o facto do airsoft ir sendo melhor conhecido...acabou por haver alteração à lei. A lei já vai na sua 5ª versão...pois as leis também se adaptam à realidade. Neste momento para o airsoft a lei está menos severa que em 2006.

Já em relação aos deputados se mostrarem muito receptivos à abolição das pinturas...é normal...afinal são politicos...por norma estão sempre muito receptivos ao que lhes é contado...mas depois...limitam-se a ouvir com seriedade quem realmente tem a ultima palavra...e no caso em concreto que mencionas-te...o Director Nacional da PSP. Também já estive presente em várias reuniões com deputados (numa outra luta)...e realmente são muito simpáticos... ;D

Para finalizar...kazor...depois se existe mais mérito de A ou B isso já não é da minha conta...compete a cada uma das Associações divulgar o seu trabalho e qual o impacto que o mesmo tem na modalidade...

E fecho aqui o off-topic...

Título: Re: Um pormenor muitas vezes esquecido nas AEGs...
Enviado por: Sneakiest em Agosto 27, 2013, 22:19:50 pm
Uma pequena correcção DRACULA, se me permites - diria que a lei de 2009 é que foi uma castração "aberta". A de 2006 apenas falava em "pintura parcial" que levava ao constante ping-pong entre os airsofters e a PSP que defendiam, respectivamente, tapa-chamas e 50% de pintura.

Eu continuo a dizer, as lojas que continuem cada uma a puxar para o seu lado que vão longe assim, vão ...  :)
Título: Re: Um pormenor muitas vezes esquecido nas AEGs...
Enviado por: kazor em Agosto 27, 2013, 23:14:40 pm
Para finalizar...kazor...depois se existe mais mérito de A ou B isso já não é da minha conta...compete a cada uma das Associações divulgar o seu trabalho e qual o impacto que o mesmo tem na modalidade...

Reabrindo o off-topic se vamos definir méritos no que toda à discussão da alteração da lei que redundou na Lei nº 12/2011, temos de os atribuir a uma entidade de fora do airsoft que no meu entender apresentou a proposta que melhor nos servia. A Associação dos Armeiros de Portugal que propôs isto:

"4 - Ficam também excluídos do âmbito de aplicação da presente lei:
...
d) as reproduções de armas de fogo incapazes de disparar projécteis, os marcadores de paintball, as reproduções de armas de fogo para práticas recreativas e os dispositivos para afugentar animais das culturas agrícolas e povoamentos florestais, respectivas partes e acessórios."

Título: Re: Um pormenor muitas vezes esquecido nas AEGs...
Enviado por: DRACULA em Agosto 28, 2013, 11:53:26 am
Sneakiest...refiro a lei de 2006 porque foi essa tal lei 5 que colocou pela primeira vez as armas de airsoft "dentro" da lei e com obrigações. Até aí...era tudo de venda livre...a partir daí...começaram as obrigações...desde o limite da idade...à obrigação de se estar inscrito numa federação desportiva da modalidade...pois é preciso relembrar que a lei no inicio falava em federação (não foi invenção de quem fez a lei...foi essa a apresentação que lhes foi feita do airsoft...estou informado desta parte ;))...ou seja...ficamos todos ilegais...pois não existia nem nunca existiu uma Federação de Airsoft... ;D.
Essa lei exigia também a tal pintura parcial das armas. A lei falava apenas em "parcial" e quando se pedia um parecer à DAE-PSP eles falavam em 50% (e tinham legalidade para o fazer...pois são eles que regulam as armas). Depois a lei como é normal...foi sofrendo alterações e na 3ª versão (2009) já surgiu com a questão das pinturas e corrigiu a questão da Federação passando a ser Associação. Mas tudo começou na lei de 2006 e como na altura sempre disse quando a lei se referia a "parcial"...seria na melhor das hipoteses os 50%. A Lei de 2009 apenas veio a uniformizar os locais das pinturas...pois até então eu poderia pinta-la como bem me apetecesse...

Kazor...a Associação dos Armeiros...apresentaram essa proposta a qual é equivalente às propostas apresentadas pelas Associações de Airsoft...grupos de praticantes de airsoft e lojas de airsoft algumas fazem parte da Associação de Armeiros...daí já por vezes ter referido da importância que as lojas de airsoft tem e podem ter dentro da modalidade (são armeiros também). Claro que poderemos dizer que a Associação de Armeiros terá mais influencia ou peso que uma Associação de Airsoft...
A unica diferença é que os esforços que vieram do interior do airsoft...tiveram o condão de explicar e demonstrar a quem regula as armas o impacto que as pinturas tinham no decorrer de um jogo de airsoft e em consequencia disso...a Lei cedeu...e deu-nos a possibilidade de ocultar as pinturas...do mal o menos...e considero isso um ganho.

Infelizmente o airsoft não ficou de fora...já os marcadores de paintball ficaram excluidos da amplicação desta lei...

E neste momento estará o Azorean a pensar: E eu apenas levantei a questão do ROF... :o
Título: Re: Um pormenor muitas vezes esquecido nas AEGs...
Enviado por: Azorean em Agosto 28, 2013, 12:14:35 pm
Deixa rolar...  ;)
Título: Re: Um pormenor muitas vezes esquecido nas AEGs...
Enviado por: tHE_bERZERKER em Agosto 28, 2013, 12:28:20 pm
ROF mais ou menos rápido.. é igual pra mim. Mas o mais engraçado é a malta que diz ROOFE  ;D
Título: Re: Um pormenor muitas vezes esquecido nas AEGs...
Enviado por: Portnoy em Agosto 28, 2013, 13:46:42 pm
roof, red-hot, re-spawng

 ;D
Título: Re: Um pormenor muitas vezes esquecido nas AEGs...
Enviado por: Shimodu em Agosto 28, 2013, 15:05:28 pm
Cronha...Respond
Título: Re: Um pormenor muitas vezes esquecido nas AEGs...
Enviado por: uvex em Agosto 28, 2013, 17:09:01 pm
Pessoal a jogar com Ruf alto é sempre a mandar os outros pó respau. A sorte de alguns é que têm o popup e o redhot desafinados.
Título: Re: Um pormenor muitas vezes esquecido nas AEGs...
Enviado por: Tquilha em Agosto 28, 2013, 19:16:01 pm
E para quando, o dicionário Português - Airsoft?
:)
Título: Re: Um pormenor muitas vezes esquecido nas AEGs...
Enviado por: DRACULA em Agosto 28, 2013, 21:48:43 pm
Pessoal a jogar com Ruf alto é sempre a mandar os outros pó respau. A sorte de alguns é que têm o popup e o redhot desafinados.

(http://www.orkugifs.com/images/rindo-ate-cair_3069.gif)
Título: Re: Um pormenor muitas vezes esquecido nas AEGs...
Enviado por: Azorean em Agosto 28, 2013, 21:49:42 pm
x2
Título: Re: Um pormenor muitas vezes esquecido nas AEGs...
Enviado por: tHE_bERZERKER em Agosto 28, 2013, 22:03:09 pm
 ;D Sem duvida ;D MEGA LOL por aqui também  ;D ;D ;D

Uvex, estiveste bem   ;D
Título: Re: Um pormenor muitas vezes esquecido nas AEGs...
Enviado por: Azorean em Agosto 29, 2013, 09:26:24 am
Concordem ou não com o tema que escolhi para o tópico, já valeu a pena só para ler esta preciosidade que aqui está.  :)