ptairsoft.org
[PT] Airsoft


Mostrar Mensagens

Esta secção permite-lhe ver todas as mensagens colocadas por este membro. De realçar que apenas pode ver as mensagens colocadas em zonas em que você tem acesso.


Mensagens - DRACULA

Páginas: 1 2 3 ... 33
1
Noticias de Destaque / Segurex (airsoft)
« em: Maio 04, 2015, 08:44:59 am »
Salão Internacional de Protecção e Segurança – SEGUREX – Pavilhão 3, na FIL (Parque das Nações)

Irá decorrer entre o dia 6 e dia 9 de Maio...a SEGUREX; na qual a PSP irá estar representada e na sua lista de actividades estará incluido o Airsoft...para quem estiver interessado em tirar algumas duvidas que ainda possam persistir...

·        Dia 08 às 10H: Sessão de esclarecimento sofre o uso de armas AIRSOFT Legal;
·        Dia 08 às 15H (até às 18H): Seminário: A SEGURANÇA PÚBLICA NA CONSTRUÇÃO: A CONSTRUÇÃO DA SEGURANÇA PÚBLICA (Auditório II – Pavilhão n.º 1);
·        Dia 09 às 11H: Concerto de Palmo e Meio®;
·        Dia 09 às 15H: Demonstração das Equipas de Prevenção e Reação Imediata na Praça Sony;
·        Dia 09 às 17H: Sessão de esclarecimento sobre o uso de armas AIRSOFT Legal;
·        Dias 06 a 09 (todo o dia):
o   Sistema Digital de Tiro – oportunidade para realização de tiro laser;
o   Viaturas expostas;
o   Cães em formação da Unidade Especial de Polícia, com especial referência à Drika;
o   Meio aéreo não tripulado;
o   Pista de trânsito de Palmo e Meio para os mais pequenos com entrega de diploma;
o   Cenário de crime;
o   Mostra de armas permitidas e proibidas em Portugal;



2
regras...é a unica coisa que precisamos saber...o resto é mesmo o folclore literário do costume. Nos tempos actuais acho que é bem mais importante começar-se pelas regras...em vez das historias dramáticas....para depois se evitar ameaças judiciais. Cada vez mais as regras é o centro de decisão de uma ida ou não a um jogo...pelo que as organizaçoes deveriam começar primeiro por expor as suas exigencias "regras" e só depois expor a "estória" do jogo...

3
Noticias de Destaque / Re: Despacho nº 5647/2014
« em: Maio 05, 2014, 11:44:31 am »
Este Despacho refere-se apenas a:

Citar
Polícia de Segurança Pública

Direcção Nacional
Despacho n.º 5647/2014
Em execução do disposto no n.º 1 e no n.º 3 do artigo 3.º da Lei n.º 50/2013 de 24 de Julho determino o seguinte:

E o tal nº.1 e nº.3 artigo 3.º da Lei 50/2013 de 24 de Julho...é:

Citar
Lei nº 50/2013 de 24-07-2013
----------
Artigo 3.º - Aquisição e utilização de reproduções de armas de fogo para práticas recreativas em determinados locais


       1 - As entidades licenciadas para o exercício da atividade de diversão podem, mediante autorização do Diretor Nacional da Polícia de Segurança Pública (PSP), adquirir reproduções de armas de fogo para práticas recreativas, para utilização exclusiva em equipamentos de diversão com certificado de inspeção e instalados em feiras de diversão, feiras e mercados ou em recintos itinerantes e improvisados.
       2 - [..]
       3 - Os requisitos necessários para a concessão da autorização a que se refere o n.º 1 e as condições para a utilização das armas ali indicadas são definidos por despacho do Diretor Nacional da PSP.
       4 - [...]
       5 - [...]
       6 - [...]
       7 - [...].

Apenas e nada mais que isto...leiam as partes que estão a negrito...pois são as que nos ajudam a compreender melhor o Despacho...

Já agora...e como foi aqui levantada a questão sobre o que significa "recintos itinerantes e improvisados"...tal coisa nada se assemelha aos nossos locais de jogos. Isto refere-se às entidades de devidamente licenciadas para a pratica da actividade de diversão...que de uma forma itinerante se deslocam pelo país criando locais temporários de diversão para este tipo de actividade. Nas festas populares das localidades...os carroceis por exemplo...são um recinto itinerante e improvisado...pois estão devidamente licenciados para a actividade de diversão...e vão permanecer, por um pequeno periodo de tempo...num local onde não é habitual ao longo do ano ser um recinto de actividade de diversão, ou seja...passou a ser um local improvisado para um actividade de diversão que é itinerante....

Esta é apenas a minha opinião e é com ela que eu não me preocupo minimamente com este Despacho...pois não sou uma entidade licenciada para o exercício da actividade de diversão. Quanto aos carros ou locais onde nos nossos jogos se podem colocar as armas...que eu saiba não se tratam de equipamentos de diversão com certificado de inspecção...como tal parece que fica fora da alçada deste Despacho...que volto a referir tem um destinatário bem identificado...
Até me demonstrarem o contrário...é assim que penso.

4
Noticias de Destaque / Re: Destruição de armas pela PSP Porto
« em: Março 12, 2014, 14:30:05 pm »
Uma coisa boa que os portugueses tem é que todos somos especialistas em todas as matérias...por isso estamos sempre a mandar umas papaias para o ar como se fossemos todos muito eruditos na matéria...

Para quem perde algum tempo em ler os comunicados da PSP sobre a destruição das armas...fica um pouco mais bem esclarecido sobre os motivos que levam à decisão da destruição destas armas apreendidas...

Um exemplar desses comunicados:
Citar
DESTRUIÇÃO DE ARMAS E EXPLOSIVOS
 RSS Feed
A Direcção Nacional da Polícia de Segurança Pública, através do seu Departamento de Armas e Explosivos, vai proceder, no dia 22 de Dezembro de 2010 pelas 11 horas, no Carregado, à destruição dum total de  1 250 armas de fogo e 18 500 armas brancas, no âmbito do Regime Jurídico das Armas e suas Munições, aprovado pela Lei nº 5 de 2006 de 23 de Fevereiro.
 
As armas a destruir foram declaradas como perdidas a favor do Estado no âmbito de processos - crime, contra-ordenação ou administrativos, depois de terem sido apreendidas pela Polícia de Segurança Pública e demais autoridades policiais, a nível nacional, no decorrer da sua missão preventiva, em especial,  da comissão de crimes violentos com o emprego de  armas de fogo e demais ilícitos conexos. Integram ainda o referido lote as armas entregues voluntariamente ao Estado pelos seus detentores ou achadores.
 
Dado o estado de degradação em que se encontram pistolas, revólveres, espingardas, punhais, navalhas, espadas, que constituem a quase totalidade do lote das armas a  destruir, e a sua inutilidade para a actividade  operacional, formativa, cultural, museológica ou outra das forças de segurança, decidiu o Director Nacional da Polícia de Segurança Pública mandar proceder à sua adequada e preventiva destruição, o que vai agora acontecer.
 
No local e na data da destruição, estarão expostas as referidas armas e serão prestados os demais esclarecimentos complementares.
 
Agradecemos aos senhores jornalistas que nos confirmem, antecipadamente a presença para que possamos indicar concretamente o local da destruição.
Muito obrigado pela vossa atenção.

Relembrando que os leilões de armas efectuados pela PSP são de armas apreendidas as quais pelo seu valor...estado de conservação e possibilidade de licenciamento, vão a leilão revertendo o lucro para os cofres do estado. Todas as restantes, vão para a reciclagem (destruição para aproveitamento das liga metálicas e da madeira)...sendo que o lucro daí proveniente...reverte também para o estado.

5
Geral / Re: Inquérito Airsoft By [PT]Airsoft
« em: Fevereiro 07, 2014, 16:07:02 pm »
feito e estou a ver que a idade da reforma no airsoft...não foi atingida pelas alterações governamentais...como tal parece que o pessoal a partir dos 40 solicita a reforma

6
Dracula os SEALs cumpriram todos com o fardamento autorizado...Flightsuit e AOR/DCU

nem eu disse o contrário...tal como os bope (apesar de algumas boinas verdes e azuis... ;) ) e outras facções...apenas dei ênfase aos traficantes da favela com quem tive maior contacto...já os hooligans passei a maior parte do tempo a ouvi-los e lá barulho eles faziam...e depois vi-os de relance quando regressava ao carro e achei piada a grupo.

À organização apenas dou a minha opinião que no check in seja rigorosa na indumentária das facções...convenhamos que ver traficantes da favela...com coletes tacticos...mais capacete...mas joelheiras...mais coldre tactico...mais bolsas...não é propriamente o que se esperaria de ver. Alguém me disse que precisava do colete para transportar as coisas e as joelheiras era para protecção...apenas lhes disse que tudo bem...mas bastaria colocar uma camisa por cima do colete (ou até usar uma mochila da escola como alguns o fizeram) e colocar as joelheiras por baixo das calças...e ficava tudo resolvido.  Não houve foi muito rigor nesta parte e depois em jogo as coisas ficam confusas. Este foi o aspecto que eu acho que deve ser melhorado nos proximos episódios...

7
Citar
Mesmo sabendo que o cumprimento da lei é da "exclusiva responsabilidade de cada um" vamos exigir o cumprimento da lei a TODOS.

Começo este rescaldo com a citação acima...da parte da organização vi um grande esforço para que isto fosse cumprido e como tal...estiveram bem. Se é bem verdade que a questão das pinturas a mim enquanto praticante não me aquece nem me arrefece...já os fps é bem diferente e como tal acho muito bem que haja um bom rigor no controlo dos mesmos.

Se abri este rescaldo foi simplesmente por saber que estão programados outros episódios deste jogo...e como tal acho obrigatório que seja feito um rescaldo para que a organização possa corrigir o que não esteve bem neste. Com este objectivo de critica construtiva...vou entrar directamente naquilo que eu achei que tem de ser obrigatoriamente corrigido em futuros episódios.

Citar
Diversos
5.1. Fardamentos - Os fardamentos deverão ser cumpridos à risca

A organização exigia isto e como tal competia aos praticantes fazerem um pequeno esforço para ajudar a organização a atingir esta directiva. Não o fazer...seria colocar em risco a jogabilidade do jogo.

Citar
BOPE (fardamento preto/azul escuro)


Esta era a minha facção. Nunca usei uma boina no airsoft...tenho o meu fardamento padrão da equipa a que faço parte. Para desempenhar a personagem do bope...até tinha praticamente tudo...pois tenho um macacão preto...gorro preto;  mas achei que uma boina preta aproximava-me um pouco mais da indumentária padrão do bope. Não satisfeito...ainda mandei fazer uns patches do Bope para colocar na boina (infelizmente não chegaram a tempo). Gastei 7 euros na boina...e seriam mais 3 euros no patche. Mas nem precisava...pois ou usava um gorro preto ou simplesmente não usava nada...que não desvirtuaria a personagem do bope que teria de desempenhar.
Tinha a consciência total que ninguém me iria confundir com outra facção...

Citar
Traficantes da Favela do Morro de Cristo (civil à favela do Rio estilo gang)

As minhas missões colocava-me em confronto directo com esta facção. Logo no decorrer da primeira missão...deparo-me com algo no minimo confuso. Reparo que na rectaguarda do nosso grupo se aproximava um outro grupo. Olhamos com atenção e vimos pessoal com coletes tacticos...capacetes...coldres tacticos e bolsas. Pensei que fossem seals ou da CIA ou algo parecido. Mas não...eram traficantes da favela :o.
Ficamos ali todos baralhados...pois jamais pensaria vir a encontrar traficantes da favela com tal indumentária.

Na segunda missão...então a coisa foi mesmo surreal...e para melhor compreensão deixo aqui uma imagem tal como me apareceu um dito traficante da favela:


Mas não era o unico...uma larga quantidade de traficantes da favela...estavam fardados como contractors...ou até seals com equipamento à civil (como havia também em jogo)

Deveria ser algo parecido com isto...pois é este o padrão dos traficantes da favela:


No local expliquei a quem estava com coletes tacticos e até capacetes...que aquilo era tudo menos o padrão de um traficante da favela...e obviamente que jamais me passaria pela cabeça disparar contra tais alvos...pois não os estava a identificar como adversários. Foi dito que compreendiam mas que lhes tinham dito que poderiam vir assim para o jogo.
A confusão era grande...e alguém então disse que só havia uma forma...era disparar contra tudo o que não estivesse vestido de preto. Ora...como o jogo não tinha intenção de ser mais um jogo de fogachada em tudo o que mexe...decidi retirar-me. A minha missão era contra os traficantes da favela...e percebi que isso seria muito confuso devido à forma como uma grande quantidade deles estava equipado.

Citar
Diversos
5.1. Fardamentos - Os fardamentos deverão ser cumpridos à risca

Num jogo destes a organização tem de ser rigorosa também nesta directiva...sob pena de ver o jogo parcialmente estragado.

Quanto aos praticantes que vão a um jogo destes...devem fazer um esforço para desempenhar na integra a sua personagem. Devem fazer uma pesquisa e tentarem aproximar-se o maximo possivel dessa personagem.
Este é um jogo onde não vamos vestidos como queremos e ou gostamos mas vamos vestidos como a nossa personagem o exige. Deixem em casa os vossos capacetes...coletes...camuflados...boinas...e usem ou tentem usar a indumentária que a vossa personagem usa na vida real...pois só assim é que estarão a respeitar a organização do jogo.

Não posso deixar de dar os meus parabéns a todos os que se esforçaram para criar uma boa personagem...alguns traficantes da favela...estavam soberbos...e os hooligans estiveram perfeitos...quer na indumentária quer no barulho que fizeram.

Este não era um jogo de confronto de exercitos...infelizmente muita gente não está preparada mentalmente para assimilar este tipo de jogos.

8
Geral / Re: Noticia Traficante de droga com replica de airsoft
« em: Janeiro 23, 2014, 17:19:10 pm »
era tão bom que todos os traficantes do mundo e arredores...tivessem apenas armas de airsoft...acho que o mundo seria um pouco melhor... ::)

9
Geral / Re: Noticia Traficante de droga com replica de airsoft
« em: Janeiro 11, 2014, 11:21:46 am »
O "old news" quer dizer que é um assunto que já deixou de ser novidade...estas situações vão-se repetindo ao longo dos tempos...e são bem mais do que muitos pensam. Nem todas acabam na comunicação social.

Para a modalidade...o unico problema é que estes casos servem de forte argumento para a manutenção das pinturas na lei...bem como para um despertar de cuidados na fiscalização das mesmas...de resto é uma realidade com a qual teremos de conviver...e também teremos de reconhecer que num universo de milhares de praticantes de airsoft...nem todos são "anjinhos".


10
Geral / Re: Alguem quer comprar xD ?
« em: Janeiro 10, 2014, 23:38:55 pm »
ideal para CQB...

11
Ajuda aos novatos / Re: Encontros com as autoridades policiais!
« em: Dezembro 23, 2013, 12:56:19 pm »
Adamastor...as autoridades e especialmente a DAE-PSP...está muito bem informada em relação à legislação do airsoft desde a data em que essa mesma legislação foi feita. Aliás...o documento que deu origem a essa legislação foi eleborado essencialmente pela PSP (se repararmos a lei das armas é um documento essencialmente tecnico).
Já ocorreram outras fiscalizações muito antes de ter saido esta ultima alteração à legislação...em que foi introduzida a possibilidade de serem usadas armas de airsoft nas feiras.
As primeiras fiscalizações incidiram sobre as lojas de airsoft...como também seria de esperar...agora começam a incidir nos praticantes...visto que as lojas estão a cumprir com rigor a legislação em vigor.

Talvez a grande diferença é que neste caso de Caneças tivemos uma descrição pessoal por parte de quem foi fiscalizado pormenorizada, com grande preocupação pedagógica e coisa rara com sentido de auto-critica...

Até aqui...ou as fiscalizações tiveram essencialmente o objectivo de alertar e esclarecer alguns pormenores ou as fiscalizações encontravam em geral tudo dentro da legalidade...e ou apenas umas pequenas irregularidades que não foram alvo de sanção.
Por fim ao longo destes anos...já varias armas de airsoft foram apreendidas mas...pouco feedback chega com seriedade...pois por norma o que se vê é um desenrolar de pragas e considerações pouco abonatórias contra os fiscalizadores...tal como também aconteceu neste caso de Caneças por exemplo no facebook onde foi iniciada a divulgação deste caso...

O que tem acontecido...é uma consequência normal...é que...para as autoridades as armas de airsoft é um problema menor...mas estando dentro da lei das armas...tem de ser fiscalizadas tal como todas as outras ...numa primeira fase as fiscalizações incidiram sobre as lojas...agora começam a incidir sobre os praticantes...e cada vez que vão sendo apreendidas armas de airsoft nas mãos de criminosos (como aconteceu recentemente com uma AK47) maior será a tendência para as fiscalizações aparecerem nos jogos de airsoft.
Podemos perguntar: E que culpa temos nós que as armas estejam nas mãos dos criminosos? Claro que não temos culpa...ou até poderemos ter.
Por exemplo: Assaltam-me a casa ou o carro e eu tenho lá armas de airsoft sem estarem pintadas. Passei a ter uma quota de responsabilidade no facto de um criminoso passar a possuir uma arma de airsoft.
Se elas estivessem pintadas o criminoso teria-a levado? Não sabemos...por norma não levam.
Se a tivesse pintado...ele não a poderia levar na mesma e retirar a pintura? Sim...sem duvida. Mas aí eu já não teria qualquer quota de responsabilidade.
Por fim...tudo isto é verdade mas o que interessa é a primeira pergunta...e havendo casos destes as autoridades tem o dever e obrigação de apertarem com a fiscalização no que concerne às pinturas....pois se uma das fontes das armas de airsoft estarem a aparecer nas ruas sem estar pintadas são quem as compra para praticar...então é mais um motivo para que haja fiscalizações junto dessa fonte. Outras fontes haverá...e outras acções haverão de ser efectuadas para diminuir essas fontes...

É apenas um pequeno exemplo dentro de muitos outros...mas que nos faz ser responsáveis por todos os nossos actos dentro desta nossa actividade...que é o airsoft...a nossa responsabilidade não se resume apenas ao jogo...mesmo dentro de quatro paredes...o tal local privado que muitos gostam de apregoar...os meus actos podem ter repercussões dentro do airsoft.

A questão das feiras...em nada influenciou esta questão da fiscalização...mas como já na altura eu tinha referido...esta questão das feiras...apenas reforça ainda mais os defensores do uso das pinturas.

12
Ajuda aos novatos / Re: Encontros com as autoridades policiais!
« em: Dezembro 20, 2013, 22:22:19 pm »
Adamastor, duas dúvidas após ler o teu post:

1 - Num recinto fechado posso tirar as partes fluorescentes e usar a minha réplica sem pinturas desde que o local seja privado? (assim os agentes só podem estar cá fora e autuar na entrada ou saída do evento ou numa operação stop...)
[...]

Não vou nem quero me alongar nesta situação...mas vejamos um caso pratico:

Local fechado...todos tiram as partes pintadas...trocam por outras não pintadas e temos autenticas armas de fogo. Os policias são chamados e verificam que andam uns tipos a correr atrás de outro com armas na mão...ou...verificam que na janela apareceu um tipo com uma arma de fogo na mão. Perante a presença dos policias no exterior...todos ficam calados ou não comparecem perante os agentes. O que fazem os policias? Vão pedir um mandado de busca porque estão perante um recinto fechado e privado? Não...pois não precisam...a lei permite-lhes a entrada sem mandado de busca nestas circunstancias...alias a Lei das Armas é a que mais "liberdade" de acção dá aos OPC (orgãos de policia criminal). Agora dizemos nós: "Epá...e os policias são assim tão toinos ao ponto de não perceberem que se trata de um jogo de airsoft? E eu respondo...até podem perceber e também perceberem que do outro lado estão uns chico-espertos...e para chico-espertos chico-esperto e meio...e candidamente alegam que ao verem as armas que lhes pareceram reais...optaram por actuar entrando no recinto visto que estavam convictos que poderia haver vidas em perigo....afinal se fosse um mero jogo de airsoft os praticantes teriam colaborado. Isto é simples e é feito mais vezes do que muita gente pensa. Não à muito tempo...na zona de Belverde-Seixal...uma brincadeira num quintal de uma vivenda...em que três rapazinhos resolveram brincar aos raptos com armas de airsoft (por acaso não estavam pintadas...eram pistolas)...esqueceram-se de avisar a vizinha...a qual ao ver dois tipos de gorro na cara a apontar as armas ao vizinho e a arrasta-lo para dentro de casa...entrou em panico e agora podem imaginar o resultado do telefonema dela para o 112...resultou num enorme aparato e com os policias a invadiram a casa. Resultado armas apreendidas...e um valente susto para os "raptores" e para o "raptado".

Portanto não se ponham com divagações pois não vão inventar nada nem surpreender ninguém.

Como já muitos aqui comentaram...façam as coisas dentro da legalidade e tudo correra bem...e não se esqueçam que mesmo estando dentro de local privado e fechado...é preciso ser-se responsável com os nossos actos...pois os mesmos podem desencadear acções que ficam fora do nosso controlo. A lei é um emaranhado de caminhos e dificilmente os conhecemos a todos...

13
Ajuda aos novatos / Re: Encontros com as autoridades policiais!
« em: Dezembro 20, 2013, 21:53:02 pm »
[...]
Com a ultima alteração da legislação em que fica definido a utilização das replicas de armas de fogo nas barracas das feiras, automaticamente fica definido quem as vai fiscalizar, e por arrasto é a mesma fiscalização que vai “fiscalizar” o airsoft, pelo menos parte dos nossos jogos passam a ser definido como manifestações desportivas portanto aplica-se a respectiva legislação ….. alem da fiscalização da pintura das armas e do crony
[...]

Confesso que por mais que leia este paragrafo não o consigo entender. Então só depois desta ultima alteração da legislação e depois de ficar definido a utilização das reproduções de armas de fogo para fins recreativos nas barracas das feiras é que fica automaticamente definido quem as vai fiscalizar!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!...

desculpa...mas com esta fiquei completamente baralhado e gostava até por simples curiosidade de ver isto mais fundamentado...pois estou mesmo confuso e por mais que tente não consigo compreender o alcance deste paragrafo.

Não é a PSP o organismo responsavel pelo controlo das armas e explosivos em Portugal (que não pertençam às forças armadas)?...

Esquece lá as barracas das feiras...o que define quem as fiscaliza é a Lei das Armas e como as armas de airsoft estão contempladas na Lei das Armas...AUTOMATICAMENTE fica definido que estão sujeitas a fiscalização por parte dos OPC...quem tanto pode ser a PSP como a GNR. A PSP como organismo responsavel pelo controlo das armas...tem o dever da fiscalização acrescido. Já antes das barracas das feiras estava mais que definido quem fiscaliza e havia fiscalização...a ultima legislação apenas veio a permitir a utilização das armas de airsoft nas barracas das feiras ou seja em outro cenário e nada mais...

14
Ajuda aos novatos / Re: Encontros com as autoridades policiais!
« em: Dezembro 20, 2013, 10:02:18 am »
cunharfs...compreendo a tua admiração no que concerne à pouca ou nenhuma atenção prestada por parte do agente fiscalizador em relação à questão do cartão de associado. Na pratica isso acontece porque...a questão do cartão de associado para a fiscalização é de certo modo um pouco secundária...a pintura é a questão mais importante e não tenho duvidas que foi esse o objectivo da acção de fiscalização...como certamente serão de outras acções de fiscalização. Não significa isso que ao lado...não tenham solicitado o cartão de associado a outros praticantes...por isso apesar de o cartão de associado não ter uma relevância por aí além para a fiscalização...tal como a pintura nada como andarmos legais.

Esta tua descrição terá um impacto muito importante dentro da nossa comunidade...pois se não estou em erro...é o primeiro relato de uma acção de fiscalização...feito com rigor...honestidade e com grande sentido pedagógico o que nestes casos é de louvar.

15
Ajuda aos novatos / Re: Encontros com as autoridades policiais!
« em: Dezembro 19, 2013, 08:44:56 am »
sem duvida um post que deveria ser lido por todos...e que irei fazer referencia no forum da minha equipa. Obrigado cunharfs pelo relato desta experiência.

Páginas: 1 2 3 ... 33