ptairsoft.org
[PT] Airsoft


Mais 10 Dicas para levar a tua arma ao próximo nível

Mafioso

  • [PT]Airsoft - Member
  • *
    • Mensagens: 611
    • Ver Perfil
em: Janeiro 16, 2017, 21:41:15 pm
Aviso à navegação: este post é um pouco mais técnico e longo que o anterior, mas tem informação condensada que poucas vezes se vê por aí nos posts relativos a mecânica de armas, portanto acho que vale a pena dar uma olhada. Estejam à vontade para fazer questões ou pedir para explicar melhor algum dos pontos. Tentei escrever da forma mais resumida possível, portanto pode haver falta de pormenor nalguns deles.

1) Um LRB (long range barrel) pode contribuir um pouco para a precisão caso tenhas um cano de qualidade, por ajudar a BB a manter-se a rolar pelo topo do cano sem tocar nos lados. Se andas atento, provavelmente já viste kits para snipers, mas há um truque para AEG’s: Com armas com rails free float com canos maiores que 300mm (quanto maior melhor), podes passar um fio/ZipTie por cima ponta do cano externo, depois a sair pelos furos do rail em baixo e atá-lo de modo a que faça força contra a parte de baixo do mesmo. Assim consegues curvar ligeiramente o cano. Quando digo ligeiramente, falo em baixar a ponta 1-3mm, não mais que isso. A vantagem é que podes ir experimentando até encontrares a solução óptima.

2) O rácio das gears corresponde ao número de rotações que o motor tem de fazer para puxar o pistão. É obtido multiplicando o rácio de dentes dos diferentes contactos entre gears*(explicação no fim). O rácio normal, 18:1, é na verdade 18,72:1. Nas gears chinesas (SHS, supershooter, xyz, etc), o rácio 16:1 é na verdade 17,28:1, 13:1 é 13,65:1 e 12:1 é 12.6:1. Tenham isso em conta nas vossas compras... Por exemplo, um upgrade de 18:1 para 16:1 (30 euros), dá-vos um aumento de RPS na ordem dos 8.3%... Ou seja, se a vossa arma der 12 RPS com o rácio stock, umas gears 16:1 só vos dão mais 1 RPS.

3) Relativamente a rácios e RPS, quando planeias fazer um upgrade, pensa primeiro nos RPS que pretendes atingir, faz uma pequena pesquisa e um pouco de matemática, para escolheres precisamente as peças que necessitas. Se a tua arma (de origem) faz 12 RPS com uma lipo de 7.4V, com uma 11.1V fará aproximadamente 12*11.1/7.4=18 RPS. O mesmo princípio pode ser aplicado a rácios de gears. Se trocares as 18:1 por 13:1, com a lipo de 11.1V terás: 18*18/13=25 RPS. Se quiseres ser preciso, usa os rácios correctamente, de acordo com a dica #2.

4) Para shimares, usa bevel to pinion method, ou seja, começando por acertar os shims da bevel de acordo com o motor, e shimando depois a spur e por fim a sector. O truque que nunca ninguém te contou para uma M4 é que, se lixares o punho de modo a que não encoste no receiver, podes reduzir o muito provável problema de alinhamento entre o motor e a bevel. Podes usar também fita isoladora em redor do motor, fazendo um “donut” em cima e outro em baixo, para ajudar a alinhar dentro do punho. Tens de fazer com jeitinho para dar espaço para os fios. Se a torre do motor tiver bearing, podes usar manga termo-retráctil em torno da mesma para alinhar o motor com o buraco da gearbox. E nunca mais a arma guinchou.

5) Relativamente a motores, não ligues muito às designações hi-torque ou hi-speed. O mais importante é saber se o motor tem bons ímanes de neodímio, caso contrário, guarda o dinheiro. Saber as RPMs pouco importa porque é francamente difícil de descobrir com quantos volts o motor atinge essas RPMS**. Mais importante é descobrir os TPA (Turns per Armature). Lojas especializadas em internos ( BrillArmory, ClandestineAirsoft, AirLab) costumam indicar os TPA. Quanto menos TPA, mais rápido é o motor, mas menos torque terá, e mais rápido aquece. O SHS High torque tem 16TPA, por exemplo, mas motores com 16TPA são normalmente designados high speed. 22TPA é o normal “high torque”. Não te preocupes com falta de torque, porque mesmo os motores de 14TPA puxam molas >M120 com 10:1 sem problemas. Por fim, se tiveres um motor velho, desmonta-o, retira os shims, e usa-o para shimmar o teu motor. Outro truque que podes usar, na compra de um motor, é buscar no youtube um vídeo de um setup que o está a usar, e que mostra os RPS no chrony e uma lista de partes. Combinando essa informação com a dica #3, serás capaz de estimar as RPS do teu setup com este motor.

6) Quando começas a atingir RPS elevados, delayers podem ajudar no feeding, ao manterem o nozzle retraído mais tempo. Contudo, estes podem causar perda de FPS e inconsistência, sobretudo em auto. Caso isto aconteça, podes compensar reduzindo a dimensão do release side do delayer (o lado “pick-up side” é aquele que contacta primeiro com o tappet, o “release side” é o oposto) e cortando a mola do tappet para a encurtar, o que faz com que este retorne mais rapidamente. Começa por encurtar a mola, e, se não resultar, foca-te no delayer. Certifica-te também que o tappet se move livremente na GB com esta fechada.

7) Se tiveres um setup SSG (single sector gear) bastante rápido (>30 RPS), Pre-engagement é algo com que te deves começar a preocupar. Para prevenir, deverás aumentar a mola, o que também ajuda a combater o overspin, e potencial double-shot. O máximo que já fui com uma M110 foi a 38RPS, e acho que já estava muito próximo do limite. Para voltares a baixar os FPS, fazes short-stroking da sector. Não te esqueças, é do pick-up side que se removem dentes, para não comprometeres o timing entre o pistão e o tappet. Quantos FPS reduzes por dente depende muito do setup, mas podes ver diminuições entre 10 a 30 FPS.

8) Um truque que ajuda na consistência, airseal e precisão consiste em chegar o nozzle mais à frente, de modo a que este imobilize a BB contra o hop up (dentro do cano). Para tal, podes limar a face do tappet que encosta à frente da GB. Se quiseres, podes também colar com supercola o nozzle ao tappet. Um outro truque que se usa consiste em combinar o mod anterior com um nozzle ligeiramente mais curto (0.5mm ideal, 1mm max), para melhorar a alimentação.

9) Num setup DSG, menos é mais. É mais fácil obter bons FPS jogáveis (330-370) (para a nossa lei) com uma M140 do que com uma M190. Isto porque reduzes dramaticamente as chances de um airleak, por reduzires a pressão produzida. A montagem é mais fácil, e a fiabilidade aumenta bastante. Por outro lado, com as partes certas e carinho, uma M190 dá resultados muito bons, no que toca a FPS e joule creep. Se funcionar, provavelmente não vais estar legal, mas o desafio é sempre interessante. DSG é mais pela piada de a fazer funcionar do que propriamente pela eficácia em jogo, de qualquer dos modos.

10) Um dos motivos para má performance a nível de consistência de tiro e precisão pode ser desalinhamento entre o nozzle o o hop up. Para verificar se tens bom alinhamento, dispara em seco (não causa mais danos que um disparo normal), de modo a que o nozzle não fique nem totalmente retraído nem totalmente encostado ao bucking. De seguida, mete uma lanterna a iluminar o magwell (onde entram os carregadores), e espreita pelo cano. Certifica-te que o nozzle e o cano estão concêntricos. Caso contrário, podes usar fita isoladora na zona da gearbox que cobre a cabeça de cilindro de modo a que faça força contra o upper para alinhar horizontalmente e um pouco verticalmente, ou por baixo para alinhar verticalmente.

BÓNUS: Quando estiveres a fazer um setup hi-speed, testa no chrono em full auto para veres os RPS (e se os FPS não baixam em full) e mede também os RPS com recurso ao audacity. Se não der o mesmo número de RPS, significa que tens problemas de alimentação (se o chrony ler bem e o audacity também).

*Uma sector gear (rácio normal), tem 32 dentes a contactar os 20 da spur. A spur tem 39 dentes que contactam com os 10 da bevel. A bevel tem 30 dentes que contactam com os 10 motor. Isto dá 32/20 * 39/10 * 30/10 = 18,72, o que corresponde ao rácio “normal” 18:1.

** Mas se souberes, podes estimar as RPS da tua arma, dividindo as RPMS do motor por 60 para obter RPS, e dividindo novamente pelo rácio. Isto dá ligeiramente mais RPS do que a tua arma será capaz de produzir, com uma bateria com a mesma voltagem que produziu os dados de RPMs do motor. Ex: 18000 RPMs do motor com 9.6V: 18000/60/18.72=16 RPS, que a tua arma produziria com uma bateria de 9.6V (na realidade, é menos de 16 RPS, porque os dados de RPMs são obtidos com o motor a rodar livremente)